Médico do PAM tem sala invadida e sofre ameaças

Médico do PAM tem sala invadida e sofre ameaças

O diretor clínico do Pronto Atendimento Municipal (PAM), Avenor Montandon, teve a sua a sala invadida e foi ameaçado de agressão física na tarde de hoje (1º). De acordo com a Polícia Militar, um homem bastante exaltado queria que seu filho fosse atendido imediatamente e passou a ameaçar e agredir verbalmente o único médico que se encontrava no PAM.

Segundo Avenor, vítima das ameaças, o atendimento ao garoto não demorou 30 segundos e como só ele atendia no momento os trabalhos ficaram sobrecarregados. O médico diz que nunca vivenciou algo parecido ao longo de sua carreira e que falta respeito aos médicos que atuam na saúde pública.

Após o incidente, o médico afirmou que sua permanência como diretor do PAM é incerta.

Os militares que estiveram no local registraram um boletim de ocorrência que foi entregue na Delegacia de Polícia Civil para as devidas providências.

Notícias relacionadas