Super banner
Super banner

Miguel, Fabiano, Eustáquio e Farley compõem a nova Mesa Diretora da Câmara

Miguel, Fabiano, Eustáquio e Farley compõem a nova Mesa Diretora da Câmara

Foto: Caio Ranieri

Os vereadores elegeram na tarde de ontem (2), em reunião ordinária no Plenário Guilherme Gotelip Neto, a nova composição, para o próximo biênio, da Mesa Diretora: Miguel Alves Ferreira Junior foi reeleito para o cargo de presidente. Ao seu lado, na vice-presidência, deixa do cargo Amilton Marcos Moreira (Sargento Amilton) e entra o vereador Fabiano Santos Cunha.

Para o cargo de primeiro secretário também houve reeleição, ficando no posto Eustáquio Pereira e na segunda secretária, quem entra é o vereador Farley Pereira de Aquino (Farley Cabeleireiro), assumindo a cadeira de Fabiano. Apenas para o cargo de presidente houve dois candidatos: Miguel Junior e Mauro da Silveira Chaves (Mauro do Detran). Miguel foi reeleito por 12 a1. Mauro teve apenas o voto próprio.

Vice-presidência, 1ª e 2ª secretárias, tiveram candidatos únicos, e eles foram eleitos por 12 a 0. Logo após a votação para presidência, Mauro pediu autorização para deixar o plenário, justificando a necessidade de cumprir uma intimação judicial para uma audiência, por isso, ele não votou para os cargos de vice, primeiro e segundo secretários. O vereador César Romero da Silva (Garrado) se absteve de votar em todos os cargos e o vereador Carlos Roberto Rosa não estava presente na reunião.

A nova mesa assume em janeiro de 2015. Fabiano agradeceu aos colegas por terem concedido a oportunidade de poder ocupar essa vaga. “Dei minha contribuição no plenário da Casa nesses dois anos de mandato e tenho certeza que agora, como vice-presidente da Casa, poderei dar também a minha contribuição ocupando essa honrosa função. Tenho certeza que, com apoio dos meus pares, haveremos de fazer mais dois anos de um belo trabalho, que o objetivo central, é o cidadão de Araxá”, disse.

Miguel Junior, reconduzido ao cargo que ocupou em janeiro de 2013, avaliou positivamente os dois primeiros anos, com muito trabalho e união do colegiado. Segundo ele, todos amadureceram muito dentro do legislativo nesse primeiro momento. “E como agentes políticos, quanto mais amadurecidos estivermos, melhor será nosso trabalho. O mandato é dividido em duas etapas: os dois primeiros anos e os dois últimos anos. Agora, já não tem mais vereador novato. Temos vereadores experientes. Acredito que esses últimos dois anos serão de mais atuação, de cobranças, no sentido de poder pontuar as questões que a sociedade espera. Estou muito mais otimista com os próximos dois anos”, reforça.

Notícias relacionadas