Minha Casa, Minha Vida sai do papel

Minha Casa, Minha Vida sai do papel

A Caixa Econômica Federal e Prefeitura de Araxá assinaram convênio para a construção de 500 casas populares (37 m²) pelo programa Minha Casa, Minha Vida, em solenidade realizada nesta tarde (8), na sala de reuniões do Gabinete.

O encontro teve a participação do superintendente Regional da Caixa, José Geraldo Sales e equipe, do prefeito Jeová Moreira da Costa, autoridades e servidores do município e comunidade.

De acordo com Sales, os investimentos do governo federal através para a construção das 500 unidades habitacionais são da ordem de R$ 19 milhões. As obras serão executadas pela RCG Construtora (Uberaba), vencedora da licitação, no bairro Aeroporto (Setor Oeste). O superintendente ressalta que as obras vão gerar 3 mil empregos diretos e indiretos. A previsão de entrega das casas é de seis meses.

Os principais critérios das famílias selecionadas são não ter nenhum financiamento habitacional e renda de até três salários mínimos. A seleção é de responsabilidade de Secretaria Municipal de Desenvolvimento Humano, que já tem cerca de 9 mil famílias cadastradas.

“Será uma seleção bastante criteriosa, tanto que estamos fazendo a atualização dos cadastros para beneficiar as famílias mais carentes nesta etapa”, explica o secretário Luciano Pires.

Em seguida, a Caixa fará análise da cada família indicada para fechar a seleção final dos contemplados.

“Hoje é dia de festa, pois lançamos a construção de 500 casas em Araxá. Nunca tivemos na historio um projeto habitacional tão arrojado, e isso graças ao esforço e o empenho de nossos parceiros – da Caixa, da RCG e da família Neumann (antiga proprietária da área adquirida pelo governo federal). Todos beneficiando 500 famílias carentes em nossa cidade”, destaca o prefeito Jeová.

Ele acrescenta que a construção de outras 500 unidades já está sendo negociada com a Caixa, fechando a primeira etapa da previsão de seu governo que é viabilizar 2 mil moradias até 2012.

Notícias relacionadas