Mulher tenta matar filhos por causa de desentendimento conjugal

Mulher tenta matar filhos por causa de desentendimento conjugal

Na sexta-feira (23), por volta da 0h, a Polícia Militar (PM) compareceu à rua David Roberto Rezende, no bairro Ana Pinto de Almeida, onde se deparou com a autora A.M.C., 28 anos, totalmente descontrolada em frente à sua residência, tendo ela relatado que teria colocado soda cáustica na boca de seus próprios filhos, pois estaria em desentendimento conjugal com o pai das crianças, J.M.L., 36, com qual teria convivido por cerca de 12 anos, e que há dois dias ele teria saído de casa, retirando algumas coisas, dentre elas, televisão, utensílios domésticos e alimentos, deixando ela e as crianças, sendo um menino de 6 meses e uma menina de 7 anos em dificuldades.

Ainda segundo a autora, ela não teria dinheiro nem para comprar pão para as crianças tomarem café de manhã, e que diante desta situação em que ela está vivendo teria tomado a decisão de matar as crianças e que logo em seguida ela iria se suicidar.

O ato da mulher só não teve êxito porque o jovem M.M.L. 18, filho de outro relacionamento de J.M.L. chegou no momento da ação da mulher e, segundo ele, teria chegado em casa e a mulher teria dito a ele para ele retirar as suas coisas de dentro da casa, pois ela não queria ele mais lá, e que era para ele chamar o seu pai.

Diante da recusa de seu pai de não comparecer ao local, a mulher então disse que iria cortar a garganta da criança de 6 meses, logo em seguida ela pegou as crianças e foi até a cozinha, o jovem tentou impedir ação da mulher, no momento em que ela pegou uma faca e disse que se ele tentasse impedir a ação iria matar ele também, quando viu seu irmão de 6 meses com a boca sangrando, o jovem saiu correndo em busca de ajuda.

Em seguida. O pai das crianças chegou ao local juntamente com uma irmã e familiares da mulher, e quando a autora avistou o homem, eles entraram em luta corporal no meio da rua, sendo contidos por terceiros. A irmã da autora juntamente com seu namorado, socorreram as crianças ao Pronto Atendimento Municipal (PAM), onde foi constatado pelo médico plantonista que a criança de 6 meses sofreu queimaduras no rosto e a criança de 7 anos sofreu queimaduras em toda a sua boca, provenientes da soda cáustica.

Diante dos fatos, o Conselho Tutelar foi acionado, a mulher e o homem foram presos e conduzidos à Delegacia de Polícia Civil, onde foram apresentados ao delegado de plantão para as demais providências.

Notícias relacionadas