Nissan March é lançado a partir de R$ 27.790

Nissan March é lançado a partir de R$ 27.790

O March, primeiro carro “popular” japonês a ser vendido no mercado nacional, já está disponível nas concessionárias da Nissan. Ele chega para suprir a lacuna do segmento de entrada da Nissan e popularizar a marca no país. Com preço competitivo, a partir de R$ 27.790, tem pela frente uma missão bastante complicada. O compacto vai disputar território com os atuais líderes de vendas no Brasil, o Volkswagen Gol e o Fiat Uno. Disputa que promete.

O modelo de entrada do compacto da Nissan vem de série com duplo airbag, computador de bordo, rodas de aro 14 polegadas, ajuste de altura do banco e três anos de garantia, sem limite de quilometragem. Para o Nordeste, o que soa estranho é que o March sai de fábrica com ar quente, mas o ar-condicionado faz parte de um pacote de opcionais, ainda com direção elétrica, que custa mais R$ 3,5 mil.

São duas opções de motorização, ambas flex e com câmbio manual. A de entrada conta com propulsor 1.0 litro de 74 cavalos de potência. Não é silencioso quando solicitada mais disposição, mas tem um manejo suave quando combinada com a direção elétrica. A segunda opção conta com motor de 1.6 litro de 111 cavalos de potência e pede desembolso de mais R$ 2,5 mil.

O visual, totalmente novo, dá o tom de um carro pensado para agradar consumidores de qualquer parte do mundo – atualmente o March é vendido em 56 países -, com design global. Destaque para as caixas de rodas, que ficam bem na extremidade. Tudo de caso pensado, para ampliar o entre-eixos do modelo, que tem 2.450 mm. No interior, o espaço comporta com conforto quatro passageiros. O acabamento é simples, mas não compromete.

Com a chegada do March, a expectativa da Nissan é audaciosa. “Temos participação de 43% na cobertura do mercado nacional. Com esse modelo de base, vamos ampliar esse número para 66%”, revela Tiago Castro, gerente de Marketing e Produto da Nissan do Brasil.

IPI

Os valores anunciados para o March não sofrerão aumento por conta da elevação da taxa do IPI por parte do governo federal. “A Nissan não foi afetada com essa medida porque temos produção local junto com a Renault. Então vamos manter o preço. A empresa está vivendo um momento muito bom e a expectativa é que, com o March e depois do Versa, possamos dobrar as vendas no Brasil”, afirma o diretor de vendas da Nissan do Brasil, Abelardo Pinto.

Plataforma

O March é fabricado no México, na plataforma V, a mesma do Versa, que chega ao Brasil em novembro. Um terceiro modelo, ainda mantido sob segredo pela montadora, também será produzido nesta mesma plataforma. E a expectativa é que os três carros vendam mais de um milhão de unidades por ano, aumentando a participação da Nissan no mercado mundial.

Com Vrum

Notícias relacionadas