Nova ração Capal 22 PLS possibilita maior produção de leite

Nova ração Capal 22 PLS possibilita maior produção de leite

A Cooperativa Agropecuária de Araxá LCapal) acaba de lançar a nova ração Capal 22 PLS. O produto, que já tinha a qualidade atestada pelos produtores rurais da região, sofreu algumas modificações em sua composição que possibilita uma maior produção de leite. A nova formula contém características importantes que resultam na melhoria de desempenho dos animais, como por exemplo, um farelo de soja com maior teor de proteína metabolizável, gordura protegida e um tamponante de elevada eficiência. O objetivo é torná-la ainda melhor do ponto de vista nutricional e de resultados em nível de campo.

Além disso, a Capal conta com um controle rígido de qualidade, com analises periódicas de toda a matéria prima utilizada na fabricação de rações e suplementos e também dos produtos finalizados, certificando o padrão de qualidade. Inclusive todas estas análises e testes de qualidades estão disponíveis para o cooperado na Capal. O novo produto contêm a utilização de aditivos alimentares que contribuem para a melhoria do desempenho dos animais em termos de produção.

O diretor de produção Capal e responsável técnico da fábrica, Caio Márcio Côrtes, diz que a criação da nova Capal 22 PLS é para atender a necessidade do produtor de aumentar sua produção de leite. “Criamos a nova Capal 22 PLS com a utilização de um farelo de soja com maior teor de proteína metabolizável, ou seja, não degradável no rúmen (proteína “bypass”), gordura protegida (óleo de palma) e um tamponante de elevada eficiência, composto de carbonato de cálcio orgânico, bicarbonato de sódio e óxido de magnésio. Esse tipo de farelo de soja permite a redução no nível de nitrogênio amoniacal no rúmen do animal e aumento na concentração de proteína metabolizável na dieta final, o que permite uma maior produção de leite. Além disso, com o aumento da proteína metabolizável na dieta, aumentamos o suprimento de metionina ao animal, favorecendo consequentemente o aumento do teor de proteína no leite, quesito altamente desejável.”

De acordo com Caio, a nova Capal 22 PLS é mais eficiente. “Com a utilização do novo tamponante, conseguimos maximizar a sua eficiência através do efeito sinérgico de seus componentes (carbonato orgânico, óxido de magnésio e bicarbonato de sódio). Além disso, devido à maior capacidade tamponante, permitiu-nos uma menor inclusão do produto na formulação. Trata-se também de um aditivo com menor concentração de sódio que o torna mais palatável, reduzindo significativamente problemas de rejeição do concentrado em salas de ordenha”, explica o diretor.

Segundo ele, a inclusão de gordura protegida ou “bypass” à base de óleo de palma também é outro fator determinante para os resultados proporcionados pela nova ração. “Esse componente imprime maior energia na dieta sem prejudicar a síntese de gordura no leite, devido à sua diferenciada composição de ácidos graxos. A utilização do farelo de soja – soypass e de gordura protegida à base de óleo de palma associados na formulação, permitirá um efeito sinérgico de aumento na proteína metabilizável e maior aporte de energia, possibilitando maior produção de leite. Estamos sempre buscando novas alternativas para os cooperados, sempre aliando tecnologia com qualidade e confiabilidade”, ressalta o veterinário Caio Côrtes.

Notícias relacionadas