Novas unidades de ensino técnico são anunciadas para Minas

Novas unidades de ensino técnico são anunciadas para Minas

Da Redação – O reitor do Instituto Federal de Minas Gerais (IFMG), Caio Mário Bueno Silva, anunciou, nesta segunda-feira (6), uma parceria com o governo de Minas para a implantação de 13 unidades de ensino técnico do Programa Brasil Profissionalizado em várias regiões do Estado. Segundo ele, serão investidos R$ 1,2 bilhão em verbas federais, sendo que dentro de até 30 dias devem ser liberados os recursos para a construção das instalações, da ordem de R$ 6 milhões para cada.

O anúncio foi feito durante o Debate Público Cenários da Educação Profissional e Tecnológica em Minas Gerais, da Comissão de Educação, Ciência e Tecnologia da Assembleia Legislativa de Minas Gerais, realizado no plenário a pedido do presidente da comissão, deputado Bosco (PTdoB), e do deputado Dalmo Ribeiro Silva (PSDB). O programa, criado em 2007, tem o objetivo de fortalecer as redes estaduais de educação profissional e tecnológica, liberando recursos para que os Estados invistam na modernização e expansão de suas escolas técnicas.

Mesmo reconhecendo os avanços significativos verificados nas últimas décadas na educação do país, Bosco ressaltou que ainda há muitos desafios a serem enfrentados. Se, por um lado, o crescimento da economia brasileira nos últimos anos elevou o nível social de muitos brasileiros, por outro trouxe o desafio de ampliar a formação profissional dos jovens para atender às demandas das empresas e instituições públicas por mão de obra qualificada, destacou o parlamentar.

“Educação é sempre uma obra inacabada”, disse o deputado durante a abertura do evento. Segundo ele, o objetivo do Debate Público é ouvir gestores da área educacional para conhecer os programas e projetos governamentais em andamento no Estado e no Brasil para, em seguida, repassar as informações aos 853 municípios mineiros.

Bosco considera que muitas oportunidades de formação profissional são desperdiçadas devido à desinformação sobre a existência dessas iniciativas.

Com Ascom

Notícias relacionadas