O serviço de tapa buracos em Araxá é o eterno “enxugar gelo” com o dinheiro público

O serviço de tapa buracos em Araxá é o eterno “enxugar gelo” com o dinheiro público

Eu gostaria de entender melhor como funciona o sistema de recapeamento e tapa-buracos em Araxá, porque pra mim, não existe muita lógica no serviço. Avenidas que recebem diariamente trânsito pesado do transporte coletivo, ônibus de companhias, caminhões, carretas e até tratores, não recebem o mesmo empenho que ruas do Centro da cidade. Ah o Centro!!! Esse sim é um modelo para propagandas do trabalho da Prefeitura de Araxá, mas que não reflete a realidade dos bairros da cidade.

As avenidas: Wilson Borges, Dâmaso Drumond, João PauloII, Aracely de Paula e Honório de Paiva Abreu, são exemplos do descaso da Prefeitura de Araxá com o cidadão araxaense. Esburacadas, não deveriam passar por tapa buracos, mas sim por recapeamento, já que o trânsito nelas é muito intenso. Na “contramão”, ruas do Centro da cidade, que não recebem nem metade do fluxo de veículos dessas vias, foram recapeadas recentemente, e o serviço de tapa buracos seria o suficiente para resolver o problema.

Infelizmente, o que acompanhamos nesse serviço é o eterno “enxugar gelo”. Ou seja, fazem hoje, sabendo que em alguns dias, ou na próxima chuva, os mesmos buracos precisarão ser maquiados de novo… É isso mesmo! Maquiados! Porque nada explica melhor o tapa buracos em Araxá. Como repórter, dirigi em muitas ruas dessa cidade e pude acompanhar os buracos sendo fechados e, logo nas primeiras chuvas, os mesmos buracos se abrirem de novo. Não dá pra entender! A pergunta é: Será que tapar os mesmos buracos, duas, três ou até quatro vezes no mesmo ano, fica mais barato que um recapeamento? É claro que no primeiro momento, o tapa buraco é mais barato, mas a longo prazo, o serviço pode sair bem mais caro para os cofres públicos.

Com o aumento das chuvas nos últimos dias, os buracos que foram tapados recentemente, se abriram de novo e agora o povo voltou a reclamar, e com razão. É claro que os responsáveis pelo serviço vão dizer que a culpa é da chuva que não para, e não deixa o serviço ser retomado. Mas, me desculpe se a sinceridade incomodar, a culpa é da Administração Municipal, que prioriza alguns poucos e bons, e deixa o restante da cidade sendo atendido com serviços paliativos e que não resolvem em nada a vida do cidadão. Não vejo as pessoas pedindo obras caras, serviços impossíveis de serem feitos ou que custem tanto para a Prefeitura de Araxá. O cidadão comum quer apenas o básico: ir e vir sem ser prejudicado. Sem precisar fica “zanzando” nas ruas da cidade, correndo o risco de colidir seu veículo ou, no meio dessas chuvas, cair em um buraco e ter um prejuízo a mais no bolso, que tem ficado cada dia mais vazio, com tantos impostos que são pagos, sem quase nenhum retorno.

Justiça seja feita

Por outro lado, o serviço de capina melhorou nos últimos dias. Sabe-se que, com as chuvas e o sol se alternando, o mato cresce mais depressa. O que acompanhávamos era a capina em dia, mas no Centro (Claro!), e nos bairros o mato estava tomando conta. Porém, especialmente nesta semana, acompanhei o serviço ser feito em vários pontos da cidade. Recentemente, foi informado que o serviço de capina será terceirizado, porém o processo está em fase de licitação e quem tem executado o serviço é a Prefeitura de Araxá. Bom! Muito bom! A cidade cresceu e é ilusão querer que, em alguns dias, tudo esteja em ótimas condições. Resumindo: O que o povo espera (literalmente) é que os “Novos Tempos” que já chegou para a população do Centro, chegue também para os moradores dos bairros.

Por Aline Rezende

Notícias relacionadas

1 Comentário

  1. Arnaldo

    Tapa buraco só e bom para as empreiteiras, o problema é a qualidade dos asfalto empregado, uma vergonha, uma afronta ao suado dinheiro do contribuinte. Qualquer leigo sabe que asfalto não é tudo igual, então a omissão é o crime maior na falta de fiscalização do serviço contratado.

    Responder

Deixe um comentário: