Obreiro acusado de matar empresário em Araxá é preso

Obreiro acusado de matar empresário em Araxá é preso

O obreiro de uma igreja evangélica em Brusque, Nilson Antonio Lopes, 40 anos, foi preso em Brusque (SC) no último dia 29. Ele é acusado de ter matado o empresário Edgard Saito, 42, em Araxá, no dia 3 de julho de 2000. Nilson estava detido na Delegacia de Polícia Civil de Brusque e foi transferido para Belo Horizonte nesta terça-feira (3). O obreiro teria matado a vítima a golpes de enxada e depois queimado o corpo de Edgard. Questionado pela polícia, o acusado diz ser inocente.

O crime

De acordo com a polícia, Nilson desconfiava que sua mulher, na época Fabiana de Fátima Neiva, mantinha um caso extraconjugal com o empresário, do qual ela era secretária. Nilson foi até a casa de Edgard Saito para esclarecer a suspeita e os dois acabaram discutindo.

Uma enxada que estava no local foi usada pelo obreiro presbiteriano para golpear várias vezes a cabeça do empresário. Depois de matar o homem, Nilson transportou o corpo em seu carro para o interior da cidade, onde ateou fogo.

Os policiais de Brusque, depois de localizarem o paradeiro de Nilson, enviaram fotos para Belo Horizonte e confirmaram sua identificação.
 
Ao ser preso, Nilson se preparava para iniciar a participação em um culto. A prisão do homicida ocorreu frente a vários fiéis da igreja onde atuava, localizada na rodovia Antonio Heil, no bairro Santa Terezinha da cidade catarinense.

Com informações da Rádio Cidade de Brusque/SC

Notícias relacionadas