Péssimas condições das estradas rurais dão prejuízos no Mourão Rachado

Péssimas condições das estradas rurais dão prejuízos no Mourão Rachado

Da Redação/Raphael Rios – Não é de hoje que as estradas de terra que cortam a comunidade do Mourão Rachado estão intransitáveis. Nos dias de chuva mais forte só veículos maiores conseguem passar no meio da barrela. Os produtores reivindicam uma medida definitiva e comentam que melhorias de forma paliativa não resolvem o problema.

A precariedade das estradas começa na divisa com a rua Terêncio Pereira e vai piorando à medida em que se chega às propriedades rurais.

Segundo o produtor Djalma José Lemos, litros e mais litros de leite já foram jogados fora porque os laticínios não tiveram condições de buscar os galões. “A gente vendia para a Itambé, mas agora eles não buscam mais. A gente teve de fazer um contrato com um novo laticínio que tem uma Toyota e consegue buscar, mas durante este contrato eles podem alterar o preço que pagam pelo nosso leite”, diz.

Até os professores da escola da comunidade rural estão prejudicadas. As vans têm dificuldades em buscá-los e os veículos estragam com frequência, segundo os moradores.

Assista ao vídeo

<p style=”text-align: center;”>

Colaboração: Marcelo Faria Silva

Para Vinicius Porfírio de Paiva, que também é produtor, chegou a hora da prefeitura olhar para o problema de a comunidade. “Está muito complicado e estamos acumulando prejuízos e desperdiçando leite”, diz.

Posição da prefeitura

O secretário municipal de Desenvolvimento Rural, Francisco Carlos Antonello, diz que não é só no Mourão Rachado que a situação está difícil. “Estamos com quatro frentes de trabalho na zona rural de Araxá e atuando onde realmente está intransitável”, diz.

No entanto, segundo ele, os galhos (estradas de terra em que os produtores chegam até as fazendas), estão em situação mais precária devido à dificuldade das equipes atuarem.

“Este período de chuvas atípico estragou o trabalho que fizemos na seca e já vamos iniciar a operação 2011 assim que parar de chover. Contratamos um especialista em estradas e vamos adquirir mais máquinas”, diz Antonello.

De acordo com o secretário, a equipe da prefeitura será reforçada e o município ganhará uma patrulha para verificar os pontos mais críticos. Antonello destaca ainda que há um trabalho conjunto com a Secretaria Municipal de Educação para que nenhum aluno perca aula por causa das condições das estradas.

Os produtores rurais prejudicados com as estradas podem entrar em contato com a Secretaria Municipal de Desenvolvimento Rural pelo telefone (34) 3691-7040.

Notícias relacionadas