PM prende autor que “facilitava” aquisição de Carteira de Habilitação

PM prende autor que “facilitava” aquisição de Carteira de Habilitação

Na sexta-feira (5), por volta das 16h, a Polícia Militar (PM) recebeu informações do solicitante C.P., 40 anos, de que o autor E.S., 41, estava oferecendo facilidade para que seu irmão adquirisse de forma legal uma Carteira Nacional de Habilitação (CNH) e, caso aderisse à oferta, o autor estaria aguardando em uma rua perpendicular à avenida Wilson Borges em um veículo Astra preto para recebimento da quantia de R$ 600, referente à parcela do pagamento para aquisição do documento.

Desconfiado que pudesse se tratar de um golpe, o homem de 40 anos acionou a PM. No local combinado, os policiais abordaram o autor no veículo indicado, encontrando com ele a quantia de R$ 1,1 mil e dentro do carro uma folha de gabarito de provas que, segundo um investigador da Polícia Civil, se assemelha em diversos aspectos ao gabarito utilizado pelo Detran/MG para aplicação de exames de legislação de trânsito.

Questionado, o autor disse aos policiais que tal gabarito servia apenas para “mostrar a pessoa como a prova era feita”. Diante das suspeitas de que o autor praticava estelionato contra pessoas que pretendiam adquirir CNH, os policiais deslocaram até a residência dele, sendo localizadas outras duas cópias do gabarito supracitado, além de diversas fotos 3×4 de pessoas diferentes, cópias de documentos pessoais de terceiros (CNHs, carteiras de identidade, contas de água e energia etc.), além de folhas de cheque em nomes diversos e outros documentos.

O autor não explicou sobre a procedência de tais documentos encontrados. Os policiais conseguiram localizar algumas vítimas do estelionatário, tendo elas relatado que o autor prometia uma facilitação e transporte para aquisição de CNH em outra cidade, porém, nada do que foi prometido acontecia.

O autor já foi preso pelo crime de falsificação de documento público. Diante dos fatos, ele foi preso em flagrante delito e encaminhado à Delegacia de Polícia Civil para as demais providências.

Notícias relacionadas