PMA assina TAC para transplante das palmeiras da avenida Senador Montandon

PMA assina TAC para transplante das palmeiras da avenida Senador Montandon

O prefeito Aracely de Paula e o promotor de Justiça do Meio Ambiente, Márcio Oliveira Pereira, assinaram, nesta terça-feira (25), um Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) para ratificar o transplante das palmeiras da avenida Senador Montandon para o Centro Administrativo. A assinatura do TAC foi realizada no Ministério Público da Comarca de Araxá.

Também participaram do ato a vice-prefeita Lídia Jordão, os secretários Sebastião Donizete de Souza (Obras Públicas e Mobilidade Urbana) e Lucimary Ávila (Assuntos para o Gabinete), a procuradora-geral do Município, Cidinha Rios, o presidente da Câmara Municipal, Miguel Júnior e o paisagista André Luiz Honorato.

O transplante das palmeiras da avenida Senador Montandon para o Centro Administrativo é uma das ações que fazem parte da revitalização de toda a via, que recebe nos dias úteis média de 7 mil veículos.

Conforme anunciado pelo prefeito Aracely nesta semana em reunião com a imprensa, as palmeiras serão transplantadas para o Centro Administrativo, onde irá receber um memorial com intuito de preservar uma parte da história paisagística da cidade.

O projeto referente à questão das palmeiras foi entregue pelo paisagista André Luiz Honorato ao promotor e teve consenso da municipalidade com representantes do Grupo Araxaense Graças a Deus, que debateu o projeto com o prefeito Aracely desde o início do novo governo.

O promotor Márcio Oliveira Pereira destacou durante o ato a preocupação do novo governo em manter diálogo com Ministério Público quanto ao projeto, em especial à nova destinação das palmeiras.

De acordo com TAC, o Poder Executivo Municipal demonstrou “disposição em realizar a intervenção com amparo em estudos técnicos, a fim de reduzir o impacto urbano-ambiental decorrente da retirada das palmeiras, de forma a adotar medidas reparatórias e compensatórias, voltadas a replantar na forma e local adequados um conjunto de unidades retiradas, mantendo-as em seu estágio de recuperação”.

Após a assinatura do termo jurídico, a Prefeitura vai idealizar um planejamento para que a retirada das palmeiras seja feita com o menor transtorno possível para trânsito e pedestres.

Notícias relacionadas