Polícia Civil apresenta “cabeças” do tráfico de drogas em Araxá

Polícia Civil apresenta “cabeças” do tráfico de drogas em Araxá

Da Redação – A Polícia Civil apresentou, na tarde desta quinta-feira (5), dois homens acusados de serem os principais traficantes de Araxá. Uma equipe comandada pelo delegado Cristiano Dib cumpriu mandados de buscas e apreensão e chegaram a Cristiano Alves da Cruz (Ganguinha), de 30 anos, e Cesar Eustáquio dos Santos (Gugu), de 28.

Os dois também são investigados pela participação em dois homicídios que ocorreram na cidade. Uma situação que chamou a atenção dos policiais foi a casa de Ganguinha, que fica no bairro Bom Jesus em uma rua de terra e tinha até quadra de vôlei.

De acordo com o delegado Regional Heli Andrade, as investigações duraram cerca de três meses. O trabalho da Polícia Civil teve apoio da Polícia Militar que repassou informações importantes. Segundo o tenente Anderson de Pinho, a partir de prisões de pessoas envolvidas com o tráfico de drogas, foram levantados dados que ajudaram nas prisões de Gugu e Ganguinha.  

Heli Andrade afirma que os dois são responsáveis por movimentar uma grande quantidade de drogas na cidade. A partir da prisão, os trabalhos de investigações continuam para que o serviço de inteligência possa saber a procedência das drogas, além de outros envolvidos.

Segundo Cristiano Dib, a casa de Ganguinha também tinha um sistema de monitoramento, espaço para churrasco, um banheiro todo trabalhado em mármore, móveis e eletrodomésticos caros e quadra de vôlei. A Polícia aponta que o luxo era financiado com o dinheiro do tráfico, uma vez que o Ganguinha não trabalha.

Os dois vão responder por tráfico e associação ao tráfico. Segundo Dib, a pena pode chegar a 15 anos de prisão. Caso seja comprovada a participação dos dois nos casos de assassinatos, eles também podem responder pelo crime de homicídio.          

Notícias relacionadas