Polícia Civil de Araxá desencadeia Mega Operação em Uberaba

Polícia Civil de Araxá desencadeia Mega Operação em Uberaba
Foto: Willian Tardelli

Na manhã desta terça-feira, 24, a Polícia Civil de Araxá, com o apoio e suporte logístico do 5º Departamento de Polícia Civil de Uberaba, desencadeou uma Mega Operação de combate ao crime organizado em Uberaba.

A operação denominada “4×4” encerra uma etapa das investigações referentes a roubo de veículos, em especial aqueles do tipo caminhonete, realizadas na Delegacia Regional de Araxá, pela equipe composta pelo Delegado Dr. Conrado Silva, o Inspetor Alisson Reis e os Investigadores Mateus Rocha, Dioges Martins e Rodrigo Eduardo, sob supervisão do Delegado Regional Dr. Cezar Felipe Colombari da Silva.

As investigações iniciadas há cerca de três meses visavam identificar os autores de um grande número roubos a veículos automotores ocorridos nos municípios de Araxá, Sacramento, Conquista, Nova Ponte e Uberaba, os quais possuíam modus operandi semelhantes.

Com a evolução dos trabalhos investigativos, foi possível identificar a formação de uma grande organização criminosa estabelecida em Uberaba, composta por indivíduos de alta periculosidade e bem armados, os quais aterrorizavam toda a região com a prática de seus crimes.

Além de roubos a veículos, a organização criminosa também seria responsável por vários roubos a estabelecimentos comerciais, tráfico de drogas, entre outros crimes violentos.

Desta forma, após reunir elementos probatórios suficientes, a Polícia Civil de Araxá, representou pela prisão temporária dos suspeitos, sendo seus mandados de prisão e busca e apreensão, expedidos pela vara criminal da comarca de Araxá, na pessoa do excelentíssimo juiz de direito Dr. Renato Zouain Zupo, sendo todo o suporte necessário provido pelo seu assessor Dr. Gustavo Pinho.

O foco da operação realizada pela Polícia Civil se deu nos bairros Vila Esperança, Cartafina e adjacências, localizados na cidade de Uberaba, local apontado nas investigações como sendo o “reduto” da quadrilha.

Nas residências dos suspeitos foram encontradas armas, sendo uma pistola calibre .380 e uma outra pistola calibre .45 (uso restrito), muitas munições, um colete a prova de balas, drogas, vários aparelhos celulares, notebooks, uma quantidade considerável de dinheiro, além de veículos e outros objetos que podem ter sido adquiridos de forma ilícita.

Ao todo, vinte pessoas foram presas, dentre as quais 6 mulheres, todos com relação direta ou indireta com a organização criminosa; algumas delas tiveram, ainda, prisão em flagrante ratificada após a realização das buscas domiciliares.

Durante as investigações, quatro suspeitos já haviam sido presos em flagrante após o cometimento de roubos e encontram-se recolhidos à Penitenciária Professor Aluízio Ignácio de Oliveira, na cidade de Uberaba.

Em uma destas prisões, um outro suspeito de integrar a mesma organização criminosa veio a falecer em virtude de um acidente de motocicleta enquanto fugia da polícia na cidade de Uberaba, após praticar um assalto – momentos antes do acidente, o suspeito e seus comparsas trocaram tiros com a guarnição que os perseguia.

Segundo o delegado que preside o inquérito policial, Dr. Conrado Costa da Silva, não está descartada a possibilidade de novas prisões, e um dos principais objetivos da Polícia Civil é a tentativa de recuperar os bens subtraídos das vítimas pela quadrilha.

A operação foi realizada com total apoio e sob coordenação do Delegado-chefe do 5º Departamento de Polícia Civil de Minas Gerais, Dr. Ramon Bucci, do Delegado Regional de Uberaba, Dr. Francisco Eduardo Gouvêa Motta e do Delegado Regional de Araxá, Cesar Felipe Colombari da Silva, e contou com grande parte do efetivo de delegados, investigadores e escrivães das cidades de Uberaba, Santa Juliana, Perdizes, Nova Ponte, Sacramento, Conquista, Ibiá, Campos Alto, além de uma equipe do Apoio Aéreo de Missões Especiais da Polícia Civil de Belo Horizonte, comandada pelo Delegado Dr. Ramon Sandoli, o que possibilitou o suporte do helicóptero “Carcará” na operação, sendo empenhados aproximadamente 98 policiais civis.

Notícias relacionadas

Deixe um comentário: