Prefeito repassa mais de R$ 950 mil a entidades

Prefeito repassa mais de R$ 950 mil a entidades

Na manhã desta quarta-feira (2), o prefeito Jeová Moreira da Costa oficializou a assinatura de 16 convênios, que somaram a quantia de 952 mil reais.  A solenidade contou com a presença de representantes dos órgãos beneficiados, vereadores, secretários e membros da base aliada.

Um levantamento feito pela Assessoria Jurídica da Prefeitura de Araxá apontou que, até o mês de setembro, mais de 11,6 milhões de reais foram repassados para entidades assistenciais de Araxá. O relatório foi divulgado durante as assinaturas de convênios com as instituições, no instituto Colombo.

Na ocasião o prefeito Jeová Moreira da Costa destacou a importância destas assinaturas. “A gente entende que ninguém faz nada sozinho e temos que trabalhar unidos, compartilhando problemas e soluções. E isso nós temos feito neste governo, que tem a responsabilidade de cuidar do nosso futuro e de nossas pessoas. Então este repasse vem para materializar tudo aquilo que sentimos em termos de parcerias.”, comentou o prefeito.

Os convênios contemplaram órgãos ligados à saúde, turismo, educação, esporte e comércio, além da associação de moradores do Bairro Adhemar Rodrigues Vale Júnior e adjacências. Na maioria dos casos, as verbas serão utilizadas na manutenção da parte estrutural e pagamento de salários de funcionários. A presidente da Associação de Proteção aos Animais, Eliane Cristina de Resende, que recebeu recursos na ordem de 72 mil reais, destaca o uso desta verba nos processos da instituição.  “O dinheiro será aplicado na manutenção do canil de Araxá, com alimentação, remédios e pagamento de veterinário”, disse.

O Secretário de Desenvolvimento Humano, José Domingos Vaz, que também esteve na reunião cobrou das entidades a prestação de contas, que é obrigatória para que se saiba onde exatamente a verba repassada foi aplicada. “Nós temos orientado as entidades que façam essa prestação de contas em tempo hábil, pois toda verba pública que é investida precisa ser justificada. Do contrário fica quase impossível nós ajudarmos estas entidades”, finalizou.

Notícias relacionadas