Super banner
Super banner

Prefeitura anuncia metas de saúde para os próximos quatro anos

Prefeitura anuncia metas de saúde para os próximos quatro anos

A Prefeitura de Araxá apresentou aos gestores e profissionais de saúde as metas do setor para os próximos quatro anos de governo, em reunião realizada na manhã de hoje (10), na Associação dos Municípios da Microrregião do Planalto de Araxá (Ampla). O planejamento foi divulgado pelo gestor da Secretaria Municipal da Saúde, Antônio Marcos Belo.

O projeto foi traçado ainda durante o período de transição com o suporte de uma consultoria que está sendo feita pelos médicos João Batista Arantes e Zildomar José Alves, ambos de Uberlândia. O objetivo da prefeitura são ampliar o acesso à saúde na rede pública através de um atendimento com qualidade, além de valorizar e remunerar melhor todos os prestadores de serviços do setor.

Durante sua palestra, Antônio Belo apontou que a gestão de saúde no município será priorizada pelo Sistema Único de Saúde (SUS), além de parcerias com entidades. Ele anunciou que um dos principais desafios é transformar Araxá em referência no atendimento de alta complexidade (atualmente está classificado como baixa complexidade).

Segundo o gestor, o município será beneficiado com um maior número de recursos dos governos federal e estadual. “Queremos chegar a uma gestão plena de alta complexidade de forma que as pessoas não tenham que ser mais atendidas fora de Araxá, vamos reverter esse processo. Temos uma saúde de referência”, destaca Antônio Belo.

Ele acrescenta que todas as unidades públicas de atendimento em saúde estarão integradas num sistema único e informatizado de prontuário. “Com isso, o médico vai ter condição de acompanhar todos os procedimentos realizados em seus pacientes.” A unidade do Programa Saúde da Família (PSF) do bairro Pão de Açúcar foi o primeiro a ser informatizado.

De acordo com o prefeito Jeová Moreira da Costa, a reestruturação do Pronto Atendimento Municipal (PAM) e das Unidades Básicas de Saúde (Unis – Unisa, Unisul, Uninorte e Unisa) está entre as primeiras medidas realizadas pela secretaria.

No caso das Unis, o horário de atendimento foi alterado da 7h às 19h, com equipes divididas em três turnos. Elas também vão contar com cédulas de avaliação (ótimo, bom ou ruim) com espaço para críticas e sugestões dos pacientes.

Além disso, o prefeito anunciou a implantação imediata de mais quatro Programas Saúde da Família (PSFs) – bairros São Pedro, Santa Luzia, Ana Antônia e João Ribeiro. Jeová ainda disse que até a próxima quarta-feira (14) a Prefeitura já deve definir se o Hospital da Casa do Caminho ou a Santa Casa de Misericórdia terão o convênio principal no atendimento pelo SUS.

Notícias relacionadas