Prefeitura, Comaj e MP não entram em acordo sobre o concurso

Prefeitura, Comaj e MP não entram em acordo sobre o concurso

A Prefeitura de Araxá, a empresa Contabilidade Municipal, Administração e Assessoria Jurídica (Comaj) e o Ministério Público (MP) de Minas Gerais não chegaram a um acordo em relação ao concurso público que está sendo promovido este ano. A audiência foi promovida na tarde de hoje (4), na 3ª Vara Cível do Fórum de Justiça de Araxá.

A proposta apresentada foi para que o MP fiscalizasse todas as etapas do concurso, mas segundo o promotor de Justiça do Patrimônio Público, Marcus Paulo Queiroz Macêdo, se o acordo fosse acatado implicaria na desistência da ação civil pública.

“A ilegitimidade da empresa estaria preservada e o Ministério Público não pode concordar com isso. Infelizmente não foi possível chegar a um acordo e vamos aguardar a decisão judicial”, diz o promotor.

 A diretora-presidente da Comaj, Maria Helena Mesquita Londe, diz que a empresa não pode concordar com as acusações do MP.  “São indícios, não existem provas. A Comaj já realizou concursos em mais de 200 municípios e não chegamos a um consenso. Não vamos fazer acordo pela culpabilidade, uma vez que a Comaj não deve.”

Nesta sexta-feira (5), você confere o posicionamento da prefeitura sobre a audiência.

Notícias relacionadas