Prefeitura solicita nova prorrogação de prazo da Data-Base

Prefeitura solicita nova prorrogação de prazo da Data-Base

Sinplalto Data Base

A Prefeitura de Araxá solicitou uma nova prorrogação de prazo para encaminhar a contraproposta de Data-Base do Funcionalismo Público Municipal 2013. O secretário de Planejamento e Gestão, Alex Ribeiro, esteve reunido com o presidente do Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Araxá e Região (Sinplalto), Hely Aires, na última semana e pediu mais 20 dias para viabilizar o reajuste salarial da categoria e debater alguns pontos das reivindicações com o prefeito Jeová Moreira da Costa. A demora para a conclusão da negociação e o novo pedido da administração municipal revoltou a categoria que estipulou o próximo dia 15 de julho como o último prazo para uma proposta concreta de aumento no salário básico e no cartão de vale alimentação.

O presidente do Sinplalto, Hely Aires, aguarda o oficio do município solicitando a prorrogação para conceder oficialmente o novo prazo, mas avisa que sem uma proposta de reajuste salarial imediata os serviços públicos vão parar quando terminar o prazo concedido. Na última sexta-feira, 21, o sindicato recebeu dezenas de servidores e lideranças do quadro geral do funcionalismo público municipal que buscavam informações sobre a contraproposta que a prefeitura deveria encaminhar até o termino da semana. Servidores têm exigido uma paralisação geral da categoria antes do termino da negociação entre a Comissão Patronal e a Comissão de Trabalhadores e uma greve geral caso a administração municipal não atenda as reivindicações da classe.

De acordo com o presidente do Sinplalto, a conversa com o secretário de Planejamento e Gestão foi muito produtiva. “Vamos conceder a prorrogação do prazo solicitado pelo secretário Alex Ribeiro. Ele assumiu o cargo há pouco tempo e tem que fazer um estudo para viabilizar o reajuste salarial. Sabemos que o ex-secretário Jorge Borba fez um levantamento que aponta o aumento, mas temos que respeitar o trabalho e a individualidade de cada um deles. Ainda não recebemos de forma oficial o pedido de prorrogação, mas acreditamos que deve chegar no início desta semana. Ao todo, serão mais de 30 dias de prorrogação de prazo para que um estudo seja realizado, 10 dias solicitados pelo ex secretário e mais 20 dias para o atual gestor. Será o último prazo. A categoria já chegou ao limite da negociação, queremos uma proposta concreta e o prazo final para que a prefeitura encaminhe a contraproposta será dia 15 de julho próximo”, ressalta Hely Aires.

Segundo ele, se a administração municipal não atender as reivindicações econômicas o serviço público vai parar. “O município tem condições de atender as nossas reivindicações, se não conceder é porque não querem valorizar a categoria. Temos uma grande mobilização em todos os setores da prefeitura. Os servidores da educação estão mobilizados, há cerca de 10 dias recebemos uma comissão de mais de 50 servidores da saúde no sindicato, recebemos servidores do setor de obras, administrativo, enfim, o povo acordou, o servidor público acordou. Paciência tem limite e a do funcionalismo público já estourou. A mobilização nacional, com protestos pelo Brasil todo, pede serviços públicos de qualidade, investimentos padrão Fifa, e a base para esses serviços são os servidores públicos.”, destaca Hely.

Notícias relacionadas