Preparatório para eleição do novo conselho da FCA acontece no dia 16

Preparatório para eleição do novo conselho da FCA acontece no dia 16

Da Redação/Jorge Mourão – 03.03.2011 – O conselho de transição da nova composição da Fundação Cultural de Araxá (FCA) já iniciou após a audiência que definiu o futuro da entidade, que será administrada por representantes da sociedade. Além do advogado Márcio Scarpellini, indicado como interventor, o conselho transitório é composto pela secretária municipal de Educação, Maria Célia Araújo Oliveira, pelo presidente da Associação Comercial e Industrial de Araxá (Acia), Márcio Antonio Farid, pelo presidente da Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL), Pedrinho da Mata, e pelos professores do Centro Universitário do Planalto de Araxá (Uniaraxá), Wagner de Freitas Oliveira e José Oscar de Melo.

Já no próximo dia 16, acontece uma reunião preparatória para a eleição do novo conselho diretor da FCA composto por sete membros. Dois dias antes, haverá a indicação dos nomes que pleitearão uma vaga por listas tríplices encaminhadas pela própria FCA, que terá duas vagas (seis nomes indicados), pelo Uniaraxá, que também fica com duas vagas (seis nomes indicados), pela Acia (uma vaga/três nomes indicados) e pela CDL (uma vaga/três nomes indicados). A secretária municipal de Educação tem cadeira cativa.

Eleição dos membros

A eleição dos membros, em data ainda a ser definida, será feita por um conselho comunitário composto por representante da Arap, Capal, Sindicato Rural, Crediara, Fundação Maçônica, Sociedade de Medicina, Conselho Municipal de Educação, Conselho Municipal de Saúde, OAB, Crea, DCE, CRA, CRC, além de dois representantes do setor administrativo do Uniaraxá e seis professores, totalizando 21 segmentos.

Conselho transitório

Até a eleição, o interventor Márcio Scarpellini explica que o trabalho do conselho transitório vai ser de integrar a FCA e o Uniaraxá. “Não haverá mais essa distância entre mantenedora e mantida. É uma administração integrada onde funciona o reitor (Válter Gomes) no setor pedagógico, o pró-reitor (Naldo Ferreira Alves) na parte financeira e a administrativa capitaneada o inteventor, jutanmente com o professor Wagner que preside o conselho administrativo. É uma condução de forma clara, unida , sem distância entre pessoas e órgãos”, diz o interventor.

Além disso, o advogado afirma que a situação atual da FCA está sendo levantada. “O foco é conduzi-la à continuidade e ao sucesso. Já solicitamos uma série de documentos, planilha e dados para que possamos ter um perfil da instituição e entregá-la amistável para o próximo conselho diretor”, acrescenta.

Notícias relacionadas