Presídio de Araxá ganha Unidade de Atendimento ao Preso e biblioteca

Presídio de Araxá ganha Unidade de Atendimento ao Preso e biblioteca

Da Redação/Raphael Rios – A Secretaria de Estado de Defesa Social (Seds) inaugurou, nesta manhã (18), no Presídio Regional de Araxá, uma Unidade de Atendimento ao Preso. A estrutura conta com duas salas de aula para ensino regular e profissionalizante com capacidade para 20 alunos cada uma, uma minifábrica de enxovais para gestantes que necessitam de ajuda, além de um hospital de brinquedos que será recuperados e doados aos filhos dos detentos e às crianças carentes do município.

Na nova unidade de atendimento também foi inaugurada uma biblioteca com capacidade para seis mil livros.

Participaram da solenidade de inauguração o secretário de Estado de Defesa Social, Lafayette de Andrada, o subsecretário de Administração Prisional, Murilo Andrade de Oliveira, a superintendente de Atendimento ao Preso, Camila de Oliveira, o diretor-geral do Presídio Regional de Araxá, Marcelo Lima, e autoridades locais.

Durante a cerimônia, parceiros das obras foram homenageados e receberam placas de condecoração e três detentos recebem diplomas de conclusão de cursos profissionalizantes representando os demais participantes.

De acordo com Lafayette de Andrada, Minas Gerais investe muito na humanização do sistema presos. “Nós somos hoje o Estado que tem o maior número de presos trabalhando com a marca de 10 mil e agora estamos investindo forte no estudo dos detentos. Alguns já fazem Enem, outros cursam faculdade e por esse incentivo aos presos estamos inaugurando essas salas para que eles possam estudar. É um convânio importante com a Secretaria de Educação e é importante ressaltar que os cursos são regulares e os presos recebem os seus diplomas”, diz.

Marcelo Lima destaca que a ação vai ajudar a diminuir a taxa de reincidência de 9,8% ao ano que já é considerada baixa na cidade. “Serão cerca de 150 alunos atendidos nos três turnos de funcionamento da escola e para os cursos profissionalizantes. Esses projetos são muito importantes, diminuem a reincidência e, com isso, colaboram para que cada vez mais diminua a criminalidade”, diz.

A unidade no presídio será um braço da Escola Estadual Vasco Santos. “Nós fomos indicados pela Superintendência Regional de Ensino para assumir a escola. Foi uma surpresa grande e também um desafio, mas eu tenho conversado com os professores e todos estão aptos e já querem conhecer o local e acreditando que vai valer a pena. É um trabalho de promoção e muito mais do que conhecimento”, destaca a diretora da escola, Maria Cristina de Oliveira Barreto.

Notícias relacionadas