Proacesso atinge 2,9 mil quilômetros pavimentados

Proacesso atinge 2,9 mil quilômetros pavimentados

O Programa de Pavimentação de Ligações e Acessos Rodoviários aos Municípios (Proacesso) já completou a pavimentação de 2.932 dos 5.515 quilômetros de rodovias previstos para serem asfaltados.

Já são 115 de um total de 225 municípios que já estão ligados a outro ou a uma via principal por estrada pavimentada, enquanto outros 92 trechos já estão em obras, perfazendo um total de 2.543 quilômetros de extensão.

“Os trechos concluídos somam 2.090 quilômetros, beneficiando diretamente mais de 780 mil pessoas de 115 cidades. Outros 840 quilômetros também já foram pavimentados mas os acessos ainda não estão prontos. O Proacesso é o maior programa de pavimentação de rodovias do Brasil e trará mais desenvolvimento para estes mineiros que sofriam com as estradas de terra”, diz o secretário de Estado de Transportes e Obras Públicas, Fuad Noman.

A previsão é de que até o fim de 2010 as obras de todos os acessos sejam finalizadas, com investimentos que poderão chegar a R$ 3 bilhões, desde 2004. Até o ano passado, o Proacesso recebeu recursos da ordem de R$ 1 bilhão do Tesouro do Estado e de operações de crédito externas e até o final de 2009 deve ser investido mais R$ 1 bilhão com conclusão de mais 32 trechos.

Criado em 2004, o Projeto Estruturador do Governo do Estado, coordenado pela Secretaria de Estado de Transportes e Obras Públicas (Setop) e executado pelo Departamento de Estradas de Rodagem de Minas Gerais (DER), tem como objetivo ligar por asfalto 225 municípios do Estado que, em 2003, ainda não possuíam esse tipo de benefício.

“É um compromisso do Governo de Minas levar esse benefício aos municípios, principalmente àqueles de pequeno e médio porte, que ainda não têm acesso asfaltado à rodovia principal ou a outras cidades que já possuem ligação por asfalto”, garante Fuad.

A ligação por asfalto permite que mais pessoas cheguem, de maneira segura, às escolas, hospitais, espaços de lazer e comércio, graças à melhoria das condições de deslocamento.

O programa contribui, também, para a competitividade da economia local, já que a via de acesso pavimentada reduz os custos de transporte da produção local e do fornecimento de insumos necessários. Foram beneficiados municípios de todas as regiões, especialmente, Norte, vales do Jequitinhonha e Mucuri, Rio Doce e Zona da Mata.

Notícias relacionadas