Procon de Araxá supera marca de 18 mil atendimentos em 2012

Procon de Araxá supera marca de 18 mil atendimentos em 2012

DA REDAÇÃO – Em um levantamento realizado no início deste ano, o Programa Municipal de Proteção e Defesa do Consumidor (Procon) apontou 18.124 atendimentos feitos em 2012. O relatório também consta que deste número 614 processos não chegaram a consenso entre fornecedor e cliente e estão sendo instaurados na Justiça.

O secretário-executivo do Procon, Ronaldo José Fonseca Ferreira, afirma que a grande maioria desses processos é relacionada às áreas de telefonia e bancária. “Nós temos muita reclamação da área de telefonia e também da área de cobrança de juros abusivos, Serasa, desse tipo de coisa, que às vezes os bancos negativam incorretamente as pessoas”, afirma.

“Da área da telefonia, podemos até esperar um número maior de reclamações porque com o advento da telefonia celular no Brasil o número de consumidores que a usa se ampliou em demasia. É raro a pessoa que não tem dois chips no celular”, destaca o secretário-executivo, que assumiu o Procon no início de 2013.

Em relação aos 614 processos que não foram resolvidos via Procon, Ronaldo considera este número como uma vitória.“Não chega a 3% do total de atendimentos e nós nos orgulhamos disso. O diálogo tem que sobrepor em qualquer tipo de imposição. O diálogo é o melhor caminho”, afirma.

Nova sede

Recentemente o Procon de Araxá foi transferido para a antiga Casa de Cultura (ex-Banco Nacional), na rua Presidente Olegário Maciel (calçadão), ao lado do Cine Teatro Brasil, em decorrência da mudança das instalações da prefeitura para o Instituto Colombo, na Estância Hidromineral do Barreiro.

Para Ronaldo, o espaço atende melhor os consumidores. “Em termos de espaço, nós fomos muito bem atendidos. É bem maior ao que tínhamos antes (no antigo Hotel Pinto). Isso é dar mais conforto para o consumidor e dar mais condições de trabalho para a gente atender bem”, ressalta.

Ele afirma que a próxima meta é informatizar todo o Procon. “Nós ainda temos uma falha que acho que temos que corrigir que é a informatização do Procon. Usamos ainda muito papel, a ficha de atendimento feita à mão, e isso aí na era digital que vivemos hoje, com a facilidade da informática, temos que informatizar.”

O secretário contou que já solicitou ao prefeito Jeová Moreira da Costa a aquisição de um software para conseguir atingir esse objetivo. “Já existe no Brasil o Sistema Nacional de Defesa do Consumidor totalmente integrado via internet. Esse software é gratuito para as pessoas, requer instalá-lo. O Procon Minas Gerais, pelo governo do Estado, viabiliza a disponibilidade desse software e instala para as prefeituras gratuitamente. Já coloquei isso para o prefeito (Jeová), ele aprovou e vamos a Belo Horizonte buscar esse direito de informatizar o Procon de Araxá. Isso vai trazer mais resultados positivos e mais benefícios para o consumidor”, conclui o secretário-executivo.

O telefone do Procon de Araxá é (34) 3662-2444.

Notícias relacionadas