Professores de inglês da rede pública podem se inscrever para curso nos EUA

Professores de inglês da rede pública podem se inscrever para curso nos EUA

Os professores da língua inglesa da rede pública interessados no Programa de Desenvolvimento Profissional para Professores de Língua Inglesa (PDPI) dos Estados Unidos podem se inscrever para um curso intensivo de inglês pelo site da Fulbright, informa a Secretaria de Estado da Educação.

Ao todo, serão selecionados 20 participantes de cada estado brasileiro para o programa que envolve atividades acadêmicas e culturais, em uma universidade norte-americana durante seis semanas.  As inscrições podem ser feitas até dia 14 de fevereiro.

O programa garante cobertura de todas as despesas dos professores contemplados, como passagens áreas de ida e volta, alojamento no campus universitário, alimentação, seguro saúde; além de taxas e materiais escolares.

São oferecidos cursos voltados para professores com conhecimentos avançados na língua inglesa e que querem desenvolver e/ou aprender novas metodologias de ensino-aprendizagem ou cursos de aprimoramento em inglês, nos níveis intermediário I e II, voltados para professores que necessitem melhorar habilidades específicas na língua inglesa.

As especificações para concorrer em cada um dos cursos e as pontuações necessárias podem ser consultadas no edital do programa.

Requisitos para candidatura

Os candidatos devem possuir nacionalidade brasileira. No caso de estrangeiro, ser residente no Brasil com visto permanente. É preciso ser professor concursado com estágio probatório concluído, ou efetivado, e estar ministrando aula de língua inglesa na rede pública da educação básica no ato da inscrição.

Os candidatos serão submetidos ainda a um teste de proficiência de língua inglesa, que determinará para qual tipo de curso eles estão aptos a concorrer. Não ter recebido bolsa ou benefício financeiro de outras entidades brasileiras e/ou americanas para o mesmo objetivo é também condição para a candidatura.

Lembrando que uma das exigências da documentação complementar para candidatura é passaporte válido, pelo menos, até fevereiro de 2014.

O programa é realizado pelo Programa de Desenvolvimento Intercâmbio Educacional e Cultural do Governo dos Estados Unidos, também conhecido mundialmente como Programa Fulbright e Ministério da Educação, via Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes), em parceria com a Embaixada do EUA.

Criado em 1946, por lei de autoria do Senador J. William Fulbright, com o objetivo ampliar o entendimento entre a sociedade norte-americana e a de outros países, o programa que foi implementado em 1957 no Brasil já beneficiou 3,5 mil brasileiros e 2,7 mil norte-americanos.

O edital pode ser visualizado neste link.

VIA AGÊNCIA MINAS

Notícias relacionadas