Programa ArtEducAção lança oficina gratuita de circo em Araxá

Programa ArtEducAção lança oficina gratuita de circo em Araxá

 As oficinas gratuitas de dança, música, teatro, arte digital e artes plásticas, pelo projeto ArtEducAção estão em andamento. A novidade na cidade é a oficina de Circo, cujas aulas já iniciaram, mas ainda existem vagas. Os pais dos alunos, maiores de 12 anos, interessados em participar devem procurar pessoalmente a diretoria da Escola Municipal Professora Leonilda Montandon, onde são realizadas as aulas de circo.

Os professores Deivid Denis Ferreira e Carlos Eduardo Pereira são também atores do Grupo teatral Fratelo, conhecido na cidade. Durante as aulas, às quartas e quintas-feiras, de 14h30 às 16h30, os alunos aprenderão acrobalance, malabarismos e acrobacias de solo.

Cerca de 250 alunos, de 10 a 15 anos, já estão realizando as atividades propostas pelas oficinas, sempre no contraturno das aulas escolares. Participam crianças e adolescentes da E. M. Professora. Auxiliadora Paiva, E. M. Professora Leonilda Montandon, E. M. Aziz J. Chaer, E. M. Professor Nelson Gomes e E. E. Padre João Botelho, que são parceiras do projeto.

Essas instituições acreditam na inclusão sociocultural por meio de oficinas artísticas para os jovens da rede pública de ensino e fomentam, juntamente com os realizadores do projeto, o ensino das artes nas escolas.

Segundo a secretária municipal de Educação, Maria Célia Araújo Oliveira, é um privilégio ter em Araxá o Programa ArtEducAção. “Percebemos aqui que a arte e a cultura são propagadas através das oficinas pedagógicas, contribuindo sobremaneira para a elevação da autoestima de nossos alunos, para o desenvolvimento de competências e habilidades, além de revelar talentos da cidade”, ressalta.

Para o idealizador do projeto e diretor de teatro Marcelo Soares de Andrade, que foi professor de matemática, a melhor maneira de educar é através da arte. Para ele, trabalhada em escolas por meio de oficinas, a arte transforma totalmente o ambiente.

“Infelizmente, essa interlocução da arte com a educação não é prioridade de instituições de ensino. Reflexo da realidade do país – a cultura ainda não tem a importância devida. O que se vê é o volume elevado de informações chegando de todos os lugares e em ritmo tão acelerado que os jovens não sabem como absorvê-las. A arte tem o poder de mudar esse cenário, pois dá prazer aos alunos. Ajuda o estudante a se centrar, a desenvolver o conhecimento e a refletir”, afirma.

 “Sonho com um Brasil no qual a educação e a cultura sejam entendidas como frutos da mesma árvore sagrada do conhecimento. Somos gratos às instituições que acreditam no projeto e que não há diferenças essenciais entre cultura e educação”, acrescenta.

Enquanto os jovens aprendem as diversas artes, a articuladora do projeto na cidade, Virgínia Magalhães, acompanha de perto as oficinas para, em breve, decidir junto com os professores, o tema da mostra que será apresentada pelos alunos no final do ano, como resultado de todo o trabalho. Em Araxá, programa é realizado em parceria com a Prefeitura Municipal, através de sua Secretaria de Educação, e o Departamento de Transporte.

 ArtEducAção

Realizado desde 2001, o Programa ArtEducAção já atendeu mais de 60 mil crianças e adolescentes, da rede pública de ensino, em oficinas artísticas, ministradas em 12 cidades mineiras. O programa é coordenado pela ONG Humanizarte e patrocinado pela empresa TIM por meio da Lei Estadual de Incentivo à Cultura de Minas Gerais.

Notícias relacionadas