Projeto educativo do IMA supera a meta e aumenta sua abrangência em 2010

Projeto educativo do IMA supera a meta e aumenta sua abrangência em 2010

O Projeto Sanitaristas Mirins, executado pelo Instituto Mineiro de Agropecuária (IMA), encerra suas atividades de 2010 com o atendimento de 16.580 alunos, de 382 escolas em 99 municípios mineiros. No total, são 17.572 alunos e professores inseridos no projeto, o que supera a meta para o ano, de beneficiar 17.183 jovens e profissionais da Educação.

O Sanitaristas Mirins faz parte de um programa do governo de Minas para despertar nas crianças a importância da agropecuária. Tem como objetivo fornecer aos alunos e professores, principalmente do meio rural, informações referentes à defesa sanitária e proporcionar novos conhecimentos referentes à saúde animal, vegetal, ambiental e segurança alimentar. O projeto é realizado em parceria com as prefeituras municipais e secretarias municipais de Educação.

Para executar o Sanitaristas Mirins, o IMA editou o livro “A Educação Sanitária no dia-a-dia dos Alunos – Descobrindo a Agropecuária na Escola”,  que mostra o valor da atividade rural, conscientizando-os sobre a importância de adotar corretamente as medidas sanitárias recomendadas pelos programas de governo, bem como despertá-los para o consumo com qualidade.

A área de abrangência do Sanitaristas Mirins cresce a cada ano. Em 2008, atuava apenas em 18 municípios e, em 2009, este número subiu para 43. Em 2010 contemplou 99 municípios, inserindo 382 escolas.

De acordo com coordenadora do Sanitaristas Mirins, Maria Elisabeth Rios de Resende, um universo de 38.513 pessoas, entre alunos e professores já foram contemplados desde 2003, quando o Projeto começou de forma pioneira, na região de Curvelo. “A meta para 2011 é atingir mais 18.673 jovens e professores do ensino fundamental I e II das escolas estaduais e municipais”, informa.

Segundo o diretor-geral do IMA, Altino Rodrigues Neto, as atividades dos Sanitaristas Mirins promovem o desenvolvimento e a participação efetiva dos alunos do meio rural. “O projeto possibilita a mudança de conhecimento, atitude e comportamento desses jovens, contribuindo assim, para introduzir novos hábitos em suas comunidades e valorizando o meio em que vivem”, explica.

Sanitarista Agropecuário Juvenil

Ainda no ano de 2010, o Sanitaristas Mirins evoluiu para o projeto piloto Sanitarista Agropecuário Juvenil, em Araxá (município pioneiro do projeto), contemplando mais de 300 alunos do ensino fundamental que já participaram do Sanitaristas Mirins, proporcionando um estudo de conteúdos mais aprofundados relativos à pecuária nacional, agricultura sustentável e segurança alimentar.

O novo projeto conta também com a parceria da Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural de Minas Gerais (Emater), Secretaria Municipal de Desenvolvimento Rural e Casa do Pequeno Jardineiro (CPJ).

Com Agência Minas

Notícias relacionadas