Provedor da Santa Casa presta esclarecimentos aos vereadores sobre gastos do hospital

Provedor da Santa Casa presta esclarecimentos aos vereadores sobre gastos do hospital

A aplicação da subvenção social recebida pela Santa Casa de Misericórdia no valor de R$ 1,8 milhão de reais, que seria para pagar a divida de R$ 1,2 milhão, foi tema de discussão na tarde de hoje (29), na Câmara Municipal. Segundo o provedor da Santa Casa, Nilson Vieira de Carvalho, não há nada de errado na aplicação do dinheiro, que foi utilizada para custear despesas referentes à Santa Casa. As explicações foram requeridas pelo vereador José Maria Lemos Júnior.“O dinheiro foi utilizado para pagamentos de dívidas, de plantões e obrigações do hospital. Quer dizer, está sendo utilizado dentro daquilo que foi pactuado através do convênio. Não tem nada de anormal nesses pagamentos, logicamente que vai requerer mais recursos para efetuarmos todo o pagamento da dívida que foi discutida inicialmente”, destaca.

Segundo Nilson, dos R$ 1,2 milhão de dívidas, o valor abatido não chega a R$ 200 mil. “Teríamos a´R$ 1 milhão para efetuarmos o pagamento e nós recebemos R$ 540 mil de repasse, então essa é a discussão se continuar nesse nível, logicamente não teríamos recursos para efetuar o pagamento da dívida, ele iria praticamente só para plantões”, diz.

Nilson destacae que já se reuniu com o prefeito Jeová Moreira da Costa, que apresentou solução ao problema para que não haja comprometimento no pagamento das dívidas.

Perda de projetos

De acordo com o provedor, a Santa Casa não corre risco de perder projetos e verbas do Pró-Hosp, por exemplo. “Alguma dívida (impostos) com o governo Federal e governo Estadual acaba gerando certa dificuldade. Mas eu apresentei esse levantamento dessas necessidades, de um pagamento a ser antecipado e o prefeito já tem conhecimento e assumiu o compromisso de nós estarmos efetuando o pagamento o quanto antes”, afirma.

Demonstrativo da aplicação da subvenção social recebida pela prefeitura

Parcelas recebidas – R$ 540 mil

Pagamentos 

Plantão médico – R$ 354.933,01

Encargos sociais (FGTS/INSS) – R$ 63.707,34

Custeio – R$ 121.174,34

Total: R$ 539.814,69

Fonte: Santa Casa de Misericórdia de Araxá

Notícias relacionadas