PROVIDÊNCIAS JÁ: os DEScaminhos de uma negociação

PROVIDÊNCIAS JÁ: os DEScaminhos de uma negociação

O bem maior de qualquer organização, seja ela pública ou privada, são as pessoas que nela trabalham. Qualquer líder sintonizado com o mundo moderno sabe disso. No entanto, reconhecer e valorizar o esforço e dedicação de funcionários parece mero discurso, principalmente entre lideranças de cargos públicos.

Em Araxá não é diferente. Desde o início da atual Administração Municipal, gestão Dr. Jeová Moreira da Costa, os servidores da Secretaria Municipal de Saúde vem tentando negociar uma readequação salarial, uma vez que a defasagem acumula-se há vários anos. Havia ainda a promessa de campanha para um reajuste de trinta por cento nos vencimentos. O que não aconteceu.

Nossas tentativas de negociação são inúmeras. Acompanhe algumas:

  • Abril/2009 – AMPLA: apresentação de propostas para pagamento de produtividade ao Secretário de Saúde;
  • Maio/2009: Primeiro pagamento de produtividade para médicos e dentistas (retroativo a janeiro/2009);
  • Junho/2009: Reunião com o Sr. Prefeito Jeová Moreira da Costa no gabinete, na qual ele assume o compromisso de que os demais profissionais seriam contemplados com o adicional de produtividade;
  • Dezembro/2010: Reunião no Clube Araxá, onde o Sr. Prefeito convida os funcionários a elaborarem propostas de qualificação e valorização do servidor;
  • Janeiro a maio/2011: Elaboração de uma proposta de PCCV (Plano de Cargos, Carreiras e Vencimentos) pelos servidores da SMS;
  • Julho/2011: Apresentação do PCCV a Secretária de Saúde, Sra. Patrícia Auxiliadora da Silva; Julho/2011: Pagamento da produtividade aos dentistas referente a julho/2011 é suspenso;
  • Julho/2011: Apresentação do PCCV ao Sr. Prefeito na sala de reunião do SINE;
  • Setembro/2011: Projeto de Lei beneficiando médicos e dentistas com adicional de produtividade é encaminhado a Câmara Municipal;
  • Outubro/2011: Fórum Comunitário com o tema Adicional de Produtividade;
  • Outubro/2011: Criação da Comissão para elaboração da proposta de produtividade;
  • Novembro/2011: Elaboração e apresentação da proposta ao Conselho Municipal de Saúde, a Secretária de Saúde e ao Prefeito;
  • Dezembro/2011: Novo Projeto de Lei apresentado pelo executivo contemplando apenas médicos com o adicional de produtividade;
  • Dezembro/2011: Negociação e acordo entre as partes para que fosse incluído no parágrafo único, art.1º, um prazo de 30 dias para que novo Projeto de Lei fosse encaminhado à Câmara Municipal instituindo adicional de produtividade aos demais servidores da saúde;
  • 16/12/2011: Publicação da Lei 6090/2011 que cria adicional de produtividade aos médicos do PAM;
  • Passados mais de 60 dias, nenhum Projeto de Lei foi encaminhado à Câmara Municipal conforme previsto;
  • Março/2012: elaboração de um Projeto de Lei pelo executivo e enviado à Câmara concedendo aumento de piso salarial (vencimento base) apenas aos dentistas;
  • Março/2012: Nova proposta de readequação salarial para todos os funcionários da SMS é apresentada ao Sr. Prefeito e assessores.

Diante dessa nova proposta, temos o compromisso do Sr. Prefeito de que na próxima sexta-feira, dia 09 de março, às 14:00 horas, ele irá se pronunciar a respeito.

Nossa expectativa é de que o Sr. Prefeito, Dr. Jeová Moreira da Costa, e seus assessores compreendam que uma remuneração justa é o mínimo que se pode oferecer.

Basta de promessas e reuniões!

Basta de privilegiar algumas categorias!

Basta de novas propostas!

Basta de negociações!

Queremos ação!

Queremos uma resposta clara, firme e justa para todos os servidores da SMS!

Ou é isto, ou estaremos condenados a aguardar até que um novo chefe do Executivo faça uma política séria junto aos servidores públicos municipais.

Servidores da SMS/PMA

Notícias relacionadas