Quatro não aprovam novas propostas, e Câmara continua com férias em julho

Quatro não aprovam novas propostas, e Câmara continua com férias em julho

Os vereadores não vão trabalhar no mês de julho e o fim do recesso neste mês e outras mudanças não passaram pelo crivo de quatro vereadores. José Domingos Vaz (PDT), César Romero da Silva, o Garrado (PR) e José Gaspar Ferreira de Castro, o Pezão (PMDB) são contrários às novas propostas do novo regimento interno da Câmara Municipal e projeto de emenda à Lei Orgânica do Município (LOM). O vereador Márcio de Paula (PR), líder do governo, declarou na reunião desta terça-feira (22) que vai votar junto com os colegas da base.

As novas medidas já foram bastante discutidas e estudadas na Casa, mas após passar por dez meses na comissão especial presidida pelo vereador Marco Antonio Rios (PSDB) muita coisa ainda divide os vereadores.  As principais questões são a respeito do fim do recesso de julho e a reeleição do presidente.

Como esse tipo de votação necessita de, no mínimo, sete votos, as aprovações de Carlos Roberto Rosa (PP), Edna Castro (PSDB), Marco Antonio Rios (PSDB), Mateus Vaz de Resende (DEM), José Maria Lemos Júnior (DEM) e Lídia Jordão (PP) não serão suficientes assim que novo regimento interno da Câmara Municipal e projeto de emenda à Lei Orgânica do Município forem votados.

Notícias relacionadas