Super banner
Super banner

Queimadas assustam moradores

O período de seca começa e a história se repete. Incêndios, principalmente em lotes vagos, são o motivo de dor de cabeça para moradores e Corpo de Bombeiros. Na tarde de hoje (21), dois incêndios no bairro João Ribeiro e Alvorada foram atendidos pela guarnição de incêndio.

De acordo com o tenente Alessandro Wagner Ramos Batista, desde o início da seca foram atendidos três incêndios em chácaras, dois em fazendas, dois em áreas de preservação ambiental e 52 em lotes vagos. Ele afirma que deveria existir uma lei que multasse o proprietário de lote que não é mantido limpo.

A sujeira e o mato alto colaboraram com o incêndio no bairro João Ribeiro. De acordo com o morador José Maria, há mais de quatro anos os vizinhos solicitam a limpeza de um lote que, segundo ele, pertence à prefeitura, mas nada é feito. “Nós ficamos com medo, o fogo por pouco não atingiu a minha casa e eu tive que jogar areia e terra para apagar as chamas”, diz. Ele acrescenta que o terreno é uma grande tormenta. “Quando não é fogo, é o mau cheiro e o lixo que incomodam, minha irmã já achou até cobra saindo do local.”

No terreno, cerca de dez micos tentavam fugir das chamas e da cortina de fumaça que cobria o local. Além da questão ambiental, os moradores com problemas de saúde reclamavam da dificuldade em respirar, mesmo dentro de casa.

O Corpo de Bombeiros conta com apenas quatro militares para atender os chamados de incêndios, um contingente pequeno para tantas queimadas.

Notícias relacionadas