Roberto contesta projeto que doa área próxima ao Barreiro para instalação de cervejaria

Roberto contesta projeto que doa área próxima ao Barreiro para instalação de cervejaria

Roberto do Sindicato - Araxá

Primeiro orador da tarde, o vereador Roberto do Sindicato (PP) abriu seu pronunciamento destacando sua participação no Congresso Estadual da Força Sindical em Minas Gerais ocorrida no último dia 14 de junho, em Belo Horizonte, ocasião em que foi eleita a nova diretoria da entidade, ressaltando também a participação do deputado federal Paulinho da Força (PDT), presidente nacional da Força Sindical, a segunda maior central sindicalista do país, sendo que a Força Sindical em Minas é a principal central do Estado.

Roberto comentou que o evento reuniu cerca de 200 sindicalistas de Minas Gerais serviu como oportunidade para aprender mais sobre o movimento sindical e sobre a questão dos trabalhadores. Aproveitou para apresentar Moção de Congratulações ao novo presidente da Força Sindical em Minas, Luiz Carlos Miranda, e ao novo 1º vice-presidente, Vandeir Alves Messias, pela eleição e suas respectivas posses, além do incansável trabalho prestados aos trabalhadores de Minas Gerais e do Brasil.

O vereador também apresentou requerimento (549/2013) à Mesa Diretora da Câmara solicitando correção da inflação apurada no período de março de 2012 a abril de 2013 ao salário de todos os funcionários da Casa Legislativa, conforme determinação da Constituição Federal vigente, lembrando que esta correção ocorre há mais de 10 anos.

O vereador também fez contestações ao projeto de lei 112/2013 que o Poder Público a adquirir e doar imóvel para uma empresa de comércio e indústria de bebidas para instalação de uma fábrica de cerveja em local às margens da avenida de acesso à Estância Hidromineral do Barreiro.

Roberto lembrou que a cidade sofre com mau cheiro com o abatedouro de bovinos para quem chega por Uberlândia e com a fábrica de beneficiamento de batata na estrada que dá acesso ao trevo Araxá/Patos de Minas, também saída para Belo Horizonte, e gostaria que o mesmo não ocorresse com a instalação desta fábrica de cerveja nas imediações do Barreiro. Disse que ainda não é contra esta iniciativa, mas se realmente a fábrica causar mau cheiro, já se declarou contra o projeto de lei de doação da área. Disse ainda que vai requerer todas as certidões negativas da empresa que deseja instalar a fábrica de cerveja e relatou que pretende visitar a matriz em Belo Horizonte para conhecer a linha de produção, assim como outros cervejarias existentes no Estado.

Roberto comentou ainda que é momento de os agentes políticos manterem os pés no chão e realmente buscarem soluções aos diversos problemas que a cidade vive, principalmente os relacionado ao setor de saúde.

Notícias relacionadas