Super banner
Super banner

Ronito é nomeado para administrar o Frigorífico Municipal

Ronito é nomeado para administrar o Frigorífico Municipal

Ronito no Frigorífico Municipal - Foto: Caio Aureliano

DA REDAÇÃO – Ronito Roberto dos Reis, ex-candidato a prefeito de Araxá nas eleições municipais 2012 pelo PMN, assumiu administração do Frigorífico Municipal (antigo Frigorífico Pacheco) desde o início de 2013. Segundo ele, o convite partiu do prefeito Jeová Moreira da Costa após o fim do pleito eleitoral para ser administrador do frigorífico, que chegou a ser interditado por não atender as exigências do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento em 2012, entre as mais graves, a utilização de água sem tratamento adequado para a indústria.

De acordo com Ronito, ele resolveu aceitar o convite de Jeová por ter um sonho de participar da administração pública de Araxá. “Desta oportunidade que ele me propôs, aceitei o desafio e estamos aqui prontos para fazer que esse frigorífico funciona bem que o povo de Araxá tenha uma carne de qualidade acima de qualquer suspeita de doença e quem sabe com o trabalho que a gente quer desenvolver que o preço melhore”, diz Ronito.

“Hoje tenho visto em Araxá que o preço da carne está acima do normal do que teria que ser, então, o nosso desafio é fazer um bom trabalho no Frigorífico Municipal e botar um produto de qualidade ao povo de Araxá em um preço mais acessível”, acrescenta.

Ronito relata que a partir do momento que a prefeitura assumiu a responsabilidade do Frigorífico Municipal, o Executivo enfrentou muitos problemas.

“O frigorífico ficou parado a mais de um ano com muito mato na entrada, com animais peçonhentos e uma série de irregularidades, mas em um prazo mais curto resolvemos a maioria dos problemas aqui e o que falta é a parte burocrática que depende de outros órgãos fiscalizadores e estamos correndo atrás com a papelada para que isso seja resolvido em menor tempo possível”, comenta o novo administrador do frigorífico.

Ronito prevê que o frigorífico funcione com aproximadamente 25 funcionários direta e indiretamente. “A princípio, nós vamos trabalhar apenas para a cidade de Araxá (com a criação do Sistema de Inspeção Municipal). De acordo que a gente for conseguindo os credenciamentos necessários para aumentar a produção, nós também vamos aumentar o número de funcionários.”

“O intuito nosso é tentar colocar uma carne com o preço um pouco abaixo do que estar no mercado. Se a gente chegar colocando um preço de abate mais caro consequentemente essa carne vai aumentar mais o preço do consumidor. Não temos condições de te dar esse preço ainda, mas próximo a inauguração nós vamos ter uma tabela definida e fazer uma reunião com os frigoríficos para resolver essa questão da melhor maneira possível”, salientou Ronito.

Ronito afirma que a estrutura do frigorífico será mantida. “A estrutura física vai ser apenas melhorada. Nós vamos fazer um reparo todinho na parte de refrigeração que é a alma do frigorífico que realmente conserva o produto depois do abate. Vamos fazer um pente fino nessa parte o que está faltando. São pequenos detalhes que precisam ser melhorados. O importante é que tenha um bom processo de refrigeração para ter qualidade no produto final”, esclarece.

Segundo o prefeito Jeová Moreira da Costa, a Câmara vai receber um projeto referente a parte operacional do frigorífico. “Nós vamos encaminhar para a Câmara um projeto do funcionamento da parte operacional do frigorífico que tivemos que assumir nesse governo. Tinha a classe dos produtores, a classe dos comerciantes e a própria população que não estava sendo beneficiada com esse elemento que é fundamental na alimentação do brasileiro que é a carne bovina e suína”, conclui Jeová.

A previsão do poder público é que depois do projeto aprovado pelo Legislativo, a reabertura do Frigorífico Municipal seja feita em um prazo de 60 dias.

Notícias relacionadas