Rubinho defende hexacampeonato e Isabella Lacerda busca o tetra na CIMTB

Rubinho defende hexacampeonato e Isabella Lacerda busca o tetra na CIMTB

A Copa Internacional Levorin de Mountain Bike faz parte da carreira esportiva de Rubinho Valeriano e Isabella Lacerda. Os dois foram campeões em 2015 e entrarão na disputa este ano para buscar o hepta e o tetra, respectivamente. A dupla está se preparando para a abertura da temporada, a etapa de Araxá que acontece entre os dias 4 e 6 de março. Tanto Rubinho quanto Isabella estão na disputa pelos pontos para o ranking da União Ciclística Internacional (UCI) em busca da classificação para Jogos 2016.

Há duas décadas no mountain bike, Rubinho compete na CIMTB Levorin há 14 anos. De acordo com ele, conseguir o hexacampeonato foi algo inesperado. “Não esperava ser campeão tantas vezes na CIMTB Levorin. Até a terceira vez eu pensava na possibilidade, mas eu sabia que a cada ano ficaria mais difícil. Com vários anos de carreira e experiência, deu pra sustentar esse título. Em 2016 estou mais confiante de tentar manter meu título de campeão da CIMTB Levorin”, afirmou.

Segundo o hexacampeão, a CIMTB Levorin virou tradição. “Nenhum atleta deixa de ir na prova, até mesmo aqueles que treinam maratona, vão para correr XCO e vice-versa. Virou uma tradição de todos os atletas. Conheço muita gente que fica esperando a prova para ir. A CIMTB Levorin, principalmente Araxá, é como se fosse uma etapa da Copa do Mundo. A gente visa muito e vamos muito bem preparados. É uma etapa muito disputada”, afirmou.

Para 2016, além do título na CIMTB Levorin, Rubinho busca a classificação para os Jogos Olímpicos. Caso seja classificado, o atleta terá a chance de competir no 3º Jogo Olímpico da carreira. Experiência que, segundo ele, pode fazer toda diferença. “Meu grande objetivo é participar do Rio 2016. Tive o privilégio de representar o Brasil em Pequim em 2008, depois Londres 2012. Vou contar muito com minha experiência dentro das provas, vou tirar o máximo do meu conhecimento no mountain bike, para conquistar essa vaga. Será um feito inédito, um atleta brasileiro de mountain bike participar de três Jogos Olímpicos, e estou focado nesse objetivo. Estou batalhando muito para conseguir”, disse.

Isabella Lacerda, assim como Rubinho, está focada na vitória na CIMTB Levorin. Este é o oitavo ano da atleta no evento e pode conquistar o tetracampeonato. “A etapa de Araxá é sempre a mais esperada do ano. O clima da prova é muito contagiante e a energia das pessoas é indescritível. Eu espero fazer uma excelente prova e conquistar a melhor colocação possível, pois quero e vou brigar por mais um título da CIMTB Levorin. Este será meu oitavo ano na CIMTB Levorin e todos foram disputados na Elite Feminina”, afirmou.

A atleta luta para conquistar a classificação para os Jogos 2016. Caso consiga, poderá ser a estreia de Isabella em Jogos Olímpicos. Porém, ela sabe que será uma disputa difícil. “Estou na briga pela vaga dos Jogos Olímpicos do Rio 2016. Em Araxá, o nível da prova será muito alto e com isso, mais difícil conquistar os pontos. Mas estarei em casa e isso já é uma vantagem”, finalizou.

Atualmente a Elite masculina do Brasil está em 13º lugar no ranking da UCI, o que dá ao país o direito de dois representantes. Já as mulheres compõe o 10º lugar no ranking, que representa uma vaga para a Elite feminina.

Para o organizador do evento, Rogério Bernardes, é gratificante receber os melhores atletas do país no evento. “Receber os melhores atletas do país faz com que as disputas sejam sempre uma grande atração para a imprensa e público presente. E este ano acredito que será o mais disputado da história da CIMTB Levorin”, afirmou.

Classificação Olímpica do Mountain Bike

Ao todo, os homens terão direito a 50 vagas, sendo que 41 delas serão conquistadas através do ranking da UCI e serão divididas da seguinte forma. Os 23 melhores países colocados no ranking mundial se classificarão para o mountain bike nos Jogos 2016, sendo que, os cinco melhores terão três vagas cada um, os países entre o sexto e 13º lugar conquistarão duas vagas, já aqueles que ficarem entre o 14º e 23º terão uma vaga cada.

Ao grupo feminino serão destinadas 30 vagas, sendo que 25 delas sairão do ranking da UCI. Os oito primeiros países terão direito a duas atletas cada e os nove seguinte, um representante cada. As outras vagas, tanto do feminino quanto do masculino, serão preenchidas através de campeonatos continentais.

Com a realização das Olimpíadas entre os dias 5 e 21 de agosto, a primeira e a segunda etapa da CIMTB Levorin serão decisivas no número de vagas e representantes na modalidade da competição. O ranking olímpico fechará no dia 24 de maio de 2016.

Notícias relacionadas

Deixe um comentário: