Super banner
Super banner

Sargento Amilton apresenta demandas em segurança pública para o governo do Estado

Sargento Amilton apresenta demandas em segurança pública para o governo do Estado

Rômulo Ferraz e Sargento Amilton - Ascom/Câmara

O vice-presidente da Câmara Municipal de Araxá, vereador Sargento Amilton (PTdoB), esteve reunido com o secretário de Estado de Defesa Social, Rômulo Ferraz, na manhã desta quarta-feira (3), em Belo Horizonte, oportunidade em que apresentou diversas demandas para o setor de segurança pública em Araxá. A audiência foi realizada na sede do Centro Integrado de Informações de Defesa Social (Cinds), no bairro Santa Efigênia.

Pontuando cada órgão de defesa presente no município, o vereador iniciou suas reivindicações tratando sobre a Polícia Civil, como a renovação da frota de viaturas, fornecimento de material que falta constantemente para emissão de carteiras de identidade (serviço este que será direcionado para o Museu Legislativo por meio de parceria com a Câmara Municipal de Araxá) e efetivação de funcionária que atualmente trabalha voluntariamente como auxiliar no Instituto Médico Legal (IML), prestando relevante serviço.

Além disso, Sargento Amilton solicitou construção de banheiros e cobertura e instalação de bebedouro na área externa do Presídio Regional de Araxá para visitantes tenham mais conforto.

Já para o Corpo de Bombeiros Militar, o vice-presidente da Câmara reivindicou que o pelotão local fosse elevado para companhia. Com isso, a cidade teria efetivo maior para contar com guarnição em prontidão caso haja atendimentos na região, e sugeriu para que fosse instalado um pelotão no município de Campos Altos, o que desafogaria o atendimento de acidentes na BR-262, atualmente sob responsabilidade do pelotão local.

E para a Polícia Militar, Sargento Amilton também defendeu a renovação da frota de viaturas, inclusive, sinalizando positivamente em uma força-tarefa junto à Companhia Brasileira de Metalurgia e Mineração (CBMM) para que a mineradora seja novamente parceira na doação desses veículos, mas com a contrapartida de que todos ficassem disponíveis exclusivamente para a cidade.

Além disso, solicitou aumento de efetivo para, pelo menos, mais 40 militares, pois a criminalidade em Araxá está crescendo de forma assustadora, principalmente no que tange a homicídios, furtos, assaltos à mão armada e tráfico e consumo de drogas. Para isso sugeriu ao secretário um levantamento em todos os batalhões do Estado para verificar qual policial estaria disposto voluntariamente a se transferir para Araxá, até com a possibilidade de completar o efetivo reivindicado sem a necessidade de concurso público.

Audiência com o secretário - Ascom/Câmara

O vereador demandou ainda um estudo com a possibilidade de redistribuir a área de cobertura do 37º Batalhão, pois atualmente são 11 municípios e alguns deles estão mais próximos a outras cidades-polo do que Araxá. Exemplo de Santa Rosa da Serra com Patrocínio e Nova Ponte com Uberlândia, respectivamente.

De acordo com Sargento Amilton, a audiência foi extremamente produtiva. “Apresentamos a realidade da criminalidade em Araxá e agora esperamos que o governo do Estado seja parceiro para atender, pelo menos, grande parte desses pleitos apresentados. Tenho certeza de que o secretário Rômulo Ferraz será sensível a essas reivindicações, pois representamos 100 mil pessoas que moram em Araxá”, destaca Sargento Amilton.

O secretário se prontificou a avaliar as demandas e respondê-las em tempo hábil, já sinalizando positivamente para fazer a construção dos sanitários, cobertura e instalação de bebedouro no Presídio Regional de Araxá.

Também participaram da audiência o deputado estadual Bosco (PTdoB), que teve grande apoio para a realização da mesma, o presidente do Conselho Comunitário de Segurança Pública de Araxá (Consep), Valter José das Neves, o presidente do Sindicato do Comércio de Araxá, Emílio Ludovico Neumann, o diretor de Marketing e Relacionamento da Associação Comercial e Industrial de Araxá (Acia), Antônio Nogueira Lima Júnior, e o representante da Fundação Maçônica de Araxá, Élvio Bertoni.

Na oportunidade, todos também trataram sobre o sistema de monitoramento por câmeras nos pontos mais movimentados da cidade (Olho Vivo).

Notícias relacionadas