Secopa acredita que número de CTs de seleções em Minas pode aumentar

Secopa acredita que número de CTs de seleções em Minas pode aumentar

Para a Secretaria de Estado Extraordinária da Copa do Mundo (Secopa) outras cidades de Minas Gerais têm potencial para ser pré-classificada como Centro de Treinamento de Seleções (CTS). Isso por que o Comitê Organizador da Copa do Mundo da Fifa divulgou uma lista com 145 cidades pré-selecionadas e que serão visitadas prioritariamente até o final de julho. De Minas Gerais foram selecionadas seis cidades – Araxá, Extrema, Juiz de Fora, Matias Barbosa, Montes Claros e Uberlândia. O CTS é o local escolhido por uma seleção para treinamento 20 dias antes do início da Copa.

Como a lista trata das próximas cidades que serão visitadas pelo Comitê Organizador Local (COL), Belo Horizonte e as outras 11 cidades-sede não estão incluídas exatamente porque já foram vistoriadas. Em BH, a inspeção ocorreu nos dias 7 e 8 de fevereiro. Foram analisados oito campos (Cidade do Galo, CT Lanna Drumond, Tocas da Raposa I e II, Estádio Independência, Estádio Municipal Baleião, PUC-Minas e Uni-BH).

“Três dessas instalações serão escolhidas para serem Campos Oficiais de Treinamento (COT) das seleções durante a Copa, nas vésperas de cada partida. As cinco restantes poderão ser CTS”, informa Tiago Lacerda, presidente do Comitê Executivo da Copa do Mundo de 2014, que coordena os COTs e CTS, em Belo Horizonte.

Em um ofício enviado à Secopa, o COL ressalta que “indicará novos períodos para cadastramento de candidatos aos Centros de Treinamento de Seleções, o que permitirá àqueles que não atenderam aos requisitos neste momento, que possam readequar a reapresentar suas propostas”.

“Pedimos explicações sobre os critérios de classificação. Segundo o COL, as cidades não selecionadas precisam fazer adequações nos aeroportos e hotéis para atender às exigências da Fifa”, explica o secretário de Estado Extraordinário da Copa do Mundo, Sergio Barroso.

Oficialmente para ser candidata a CTS, a cidade deve atender vários pré-requisitos da Fifa em relação à hotel, aeroporto e estádio. Cumpridas essas exigências as cidades escolhidas farão parte de um Catálogo Oficial de Centros de Treinamento de Seleções e disponibilizado pela Fifa. A decisão final sobre o local de treinamento é das federações e confederações nacionais.

“Agora as prefeituras precisam avaliar o que é possível ser feito. Não somente do ponto de vista financeiro, mas principalmente se um novo hotel ou um aeroporto maior terá viabilidade depois da Copa. O governo de Minas sempre esteve e continuará disponível para apoiar todos os municípios mineiros que se candidataram a CTS”, afirma Barroso.

Entre os 145 locais selecionados, cinco já foram visitados e outros 15 inscritos estão em fase de projeto, que serão analisados minuciosamente. Segundo a Fifa, “outras janelas de inscrição serão abertas posteriormente”. O COL tem a obrigação de oferecer um número mínimo de 64 CTS. “Gostaria de lembrar que o local escolhido pelo Brasil para treinamento na África não constava na lista da Fifa, porque realmente a decisão final é da seleção”, ressalta Barroso.

Com Agência Minas

Notícias relacionadas