Siticop/MG e Fagundes sinalizam acordo, e greve é descartada

Siticop/MG e Fagundes sinalizam acordo, e greve é descartada

Uma assembleia entre o Sindicato dos Trabalhadores da Indústria e Construção Pesada de Minas Gerais (Siticop/MG) e a empresa Fagundes Construção e Mineração definiu um acordo no atendimento de 13 dos 18 itens reivindicados por funcionários da empresa. O acordo está previsto para ser assinado nos próximos dias. O evento aconteceu na noite desta terça-feira (6), no auditório da Associação Comercial, Industrial, de Turismo, Serviços e Agronegócios de Araxá (Acia), que ficou lotado.

As principais reivindicações serão cumpridas pela empresa, como reajuste salarial (5,5%), fornecimento de contracheque impresso, extensão do plano de saúde para dependentes indiretos (descontado em folha de pagamento), participação no lucro, gratificação de R$ 500 por mais 12 meses, além da criação de uma comissão composto por quatro funcionários que acompanhará diariamente a rotina de trabalho, hora extra e negociações que serão registradas em relatórios de acompanhamento.

Algumas reivindicações como plano odontológico e cesta básica foram descartadas pelo próprio sindicato. “Um convênio odontológico pode onerar o trabalhador porque identificamos que a tabela de desconto é alta. Em vez de cesta básica, é preferível que o trabalhador tenha um cartão tíquete alimentação para que ele possa comprar o produto que quiser”, explica o diretor de Relações do Trabalho do Siticop/MG, Edivaldo Soares de Melo.

Ele afirma que está confiante no cumprimento das reivindicações pela empresa.”O acordo coletivo será assinado pela diretoria da Fagundes e pelo nosso diretor-presidente e ele terá força de lei. Caso a empresa não cumpra o acordo, o nosso jurídico será acionado para tomar as providências cabíveis”, diz.

A Fagundes presta serviços de mineração, construção de barragens, terraplanagem, construção de estradas e obras complementares. Atualmente, a empresa possui cerca de 800 colaboradores diretos atuando nas mineradoras da cidade e da região.

Além de Edivaldo, estiverem presentes na assembleia pelo Siticop/MG o advogado José Júlio Fernandes, o secretário-geral Edmilson Antônio de Assis, e o fiscal de Obras em Araxá, Hely Aires.

Pela Fagundes, compareceram o diretor de Mineração, Júlio César Sanchez de Azevedo, o gerente de Recursos Humanos, Césio Caetano de Andrade, e o gerente de Contratos, Geraldo Ramon Calixto.

Arquivo

â–º Funcionários da Fagundes ameaçam entrar em greve

Notícias relacionadas