Super banner
Super banner

Sogra viciada em drogas é acusada de furtar dinheiro na casa da nora

Sogra viciada em drogas é acusada de furtar dinheiro na casa da nora

Nesta terça-feira (17), por volta das 13h, a Polícia Militar (PM) compareceu à rua Guarani, bairro Santo Antônio, onde, segundo a vítima e solicitante C.A.G, 21 anos, sua sogra que, segundo ela, é usuária de drogas, está passando uma temporada em sua casa.

Nesta data a vítima percebeu que a falta de uma cédula de R$ 50 que estava no bolso de uma bermuda em cima da cama. A vítima relatou aos policiais que somente sua sogra M.C.S.A., 44, esteve dentro da casa no período em que o dinheiro sumiu e também que outras coisas já sumiram da mesma forma.

Durante rastreamento, a suposta autora foi encontrada próxima a uma praça conhecida por ponto de venda de drogas. Ela foi conduzida à Delegacia de Polícia Civil, porém, não foi encontrada nenhuma quantia em dinheiro.

Odilon José Carneiro

Furto de moto na garagem de residência

Nesta terça-feira (17), por volta das 17h, a PM compareceu à avenida Dâmaso Drummond, bairro Odilon José Carneiro, onde a vítima O.S.M., 63, relatou que havia deixado sua moto estacionada no interior da garagem de sua casa, com o portão fechado e a chave na ignição.

Passado alguns minutos, ele retornou, não encontrou a moto e não tem suspeita de quem a teria furtado.

Por volta das 19h, o solicitante encontrou a sua moto estacionada na frente de sua residência, com a chave na ignição. O solicitante acredita ter sido uma brincadeira de um amigo.

Alvorada

Pedra de crack na cueca

Nesta quarta-feira (18), por volta das 3h, a PM compareceu à avenida João Paulo II, bairro Alvorada, onde os policiais, durante patrulhamento, avistaram o autor J.R.F., 26, conversando e oferecendo algo a L.F.B.F., 18, momento em que saiu correndo ao avistar a viatura policial, quebrando um portão de madeira de uma residência próxima.

Os policiais conseguiram localizá-lo dentro de outra residência. Ao ser abordado, foi encontrada em sua cueca uma pedra grande de crack que renderia aproximadamente 100 pedras prontas para o consumo, além de uma pedra pequena pronta para o uso e R$ 310 em dinheiro.

A pessoa com quem o autor estava conversando antes da abordagem policial relatou que ele estava lhe oferecendo drogas, porém, relatou ser ex-usuária e alegou que não aceitou a oferta.

O autor possui várias passagens pela polícia e relatou estar em regime semiaberto, sendo novamente preso e encaminhado à Delegacia de Polícia Civil.

Notícias relacionadas