Suspeito de homicídio foi em casa tomar banho para sair de novo, diz delegado

Suspeito de homicídio foi em casa tomar banho para sair de novo, diz delegado

O acusado do homicídio ocorrido ontem (17) e preso pela Polícia Militar (PM), ainda pela madrugada, agiu com muita frieza, segundo o delegado José Maria Gonçalves, que estava de plantão e cuidou do caso.

De acordo com José Maria, Rogério Ribeiro Rosa, de 18 anos, foi em casa tomar banho e trocar de roupa devido às marcas de sangue para sair de novo, quando foi pego pela PM. “Esse é um caso de homicídio qualificado por motivos fúteis. O autor acertou uma das facadas no coração da vítima.”

Julio César de Jesus Júnior recebeu as facadas pelas costas e morreu na Travessa Inácio Paes Leme, próximo ao Fausto Alvim.

Segundo consta no boletim de ocorrência da PM, o autor relatou aos militares que a intenção era matar outra pessoa, pai da filha de sua atual namorada e que era amigo de Júlio César. A vítima morreu por defender o amigo, se desentender com Rogério e ser esfaqueada. Júlio morava na rua Celidonio de Afonseca e Silva, no bairro João Ribeiro.

Notícias relacionadas