Super banner

Teatro Municipal Araxá recebe produções culturais

Teatro Municipal Araxá recebe produções culturais

Teatro Araxá

Dramas e conflitos, com a cara e o jeito dos brasileiros, de resolverem as situações mais embaraçosas. Esses são os ingredientes que prometem atrair o público ao Teatro Municipal de Araxá, em quatro dias de apresentações nesta semana.

As encenações fazem parte do projeto “Cangaral Troca a Cena”, que tem o apoio da Companhia Brasileira de Metalurgia e Mineração – CBMM, por meio da Lei Rouanet de Incentivo a Cultura e, da Prefeitura Municipal de Araxá, através da Fundação Cultural Calmon Barreto (FCCB).

Abrindo a temporada, na quarta-feira (17), às 20h, os espectadores conferem “Por Pouco”, que traz a história de dois idosos: Paul e Jules. Eles se conhecem no hospital e, ao receberem a notícia de que restam poucos dias de vida, resolvem fugir daquele lugar. A partir daí, cruzam com histórias de outras pessoas e, no decorrer de toda a trama, refletem sobre suas próprias vidas, seus fracassos, sonhos, decepções, decisões que tomaram ou deixaram para trás.

Na quinta-feira (18), também às 20h, é a vez de “A idade da ameixa”, que se passa em um casarão antigo. No quintal, uma grande ameixeira que serve de fio condutor para as mulheres de uma mesma família: uma metáfora do tempo. Várias gerações dividem não só o espaço, mas também seus medos, frustrações, alegrias e anseios. Ao longo da peça as histórias vão sendo reveladas, mostrando o tempo como uma figura que ordena as emoções e sentimentos destas mulheres.

Já nos dias 19 e 21, a partir das 20h, será exibida “Assim como o vento”, peça com texto e atores araxaenses, que terá reapresentação, no dia 27, no auditório do SESI. O enredo aborda a história de uma família de classe média baixa vive o drama de ter perdido o chefe da casa. Com a morte do marido, Alice, a matriarca se vê em completa dificuldade para criar seus três filhos. A apólice de seguro deixada como herança, pelo marido, está vencida. Sozinha ela se esforça, mas é vencida pelo destino e pela escolha de dois dos filhos.

Todas as apresentações são gratuitas e os ingressos estão sendo distribuído na sede da Fundação Cultural Calmon Barreto, na Praça Arthur Bernardes, nº 10, e uma hora antes da apresentação, na bilheteria do Teatro Municipal, o que também ocorrerá quando for realizado no auditório do SESI.

Ascom

Notícias relacionadas