Tem dinheiro esperando por Araxá, mas faltam projetos

Tem dinheiro esperando por Araxá, mas faltam projetos

28/06/09 – Cadê os projetos? Isso é o que diz a secretária de Estado de Turismo, Érica Drumond, quando se reúne com representantes do trade turístico de Araxá. A questão foi abordada durante a palestra no Hotel Satélite, com a presença da prefeita de Campos do Jordão, Ana Cristina Machado Cesar, que destacou a importância de projetos para a captação de recursos.

“Os projetos são muito importantes, tanto projetos internos que você tem sua secretaria, monta um calendário e dentro dele você analisa como fazer e com que verba fazer, tanto externos. Sabemos que as prefeituras não estão com o poder aquisitivo tão grande, por isso precisamos buscar parceiros para atrairmos mais eventos e turistas”, destaca a prefeita.

A estruturação de um plano estratégico para captação de recursos é, atualmente, um dos maiores desafios das organizações sem fins lucrativos brasileiras e isso tem se refletido em Araxá. Segundo o empresário Eduardo Boaventura Tannus, a cidade precisa entrar com projetos junto ao governo do Estado e aproveitar a proximidade que Érica Drumond tem com a cidade.

A gerente Administrativa do Campos do Jordão e Região Convention & Visitors Bureau (CJRC&VB), Roselaine Dantas, destaca que Araxá deve aproveitar o modelo de gestão de Minas Gerais que é referência no país.

“Em nível nacional, o modelo de gestão turística é o de Minas Gerais, nós fazemos benchmarking (busca das melhores práticas que conduzem ao desempenho superior) com vocês, então vocês estão dentro de um Estado que dá apoio e uma secretária de Turismo que é profissional e empresária do setor, por isso devem se aproximar”, destaca.

Muito se falou sobre a necessidade da qualificação, mas além disso, Ana Cristina destaca que uma secretaria precisa de pessoas que correm atrás e saiam da cidade em busca dos recursos

 “Precisamos ter pessoas que entendem e que queiram correr atrás. Não adianta nada a pessoas ser técnica e saber tudo, se ela não sair de sua cadeira, de sua cidade. Tem que sair da cidade, tem que correr atrás, seja em busca de parceria público-privada, seja do governo, senão não consegue dinheiro para projeto nenhum”, afirma.

Segundo a secretária municipal de Desenvolvimento Econômico Turismo e Parcerias, Alda Sandra Barbosa Marques, Araxá buscará a convergência entre entidades da cidade para fazer uma união em prol do turismo local e na captação de verbas através de projetos.

A estimativa de Eduardo apresentada durante a visita a Campos do Jordão é de que Araxá tenha perdido por falta de projetos cerca de R$ 1,2 milhão só nos últimos meses de 2008. 

Série Especial Campos do Jordão

Na reportagem de amanhã (28), você confere como é o trabalho do guia de turismo em Campos do Jordão.

Leia também

Convention de Campos do Jordão enaltece parcerias e não depende do poder público

Diário de Araxá inicia série sobre a missão turística em Campos do Jordão

Notícias relacionadas