Transferência de vigilâncias e Zoonoses para galpão no São Geraldo é contestada

Transferência de vigilâncias e Zoonoses para galpão no São Geraldo é contestada

O prefeito Jeová Moreira da Costa determinou no início desta semana que as vigilâncias Sanitária e Epidemiológica e o Centro de Referência em Zoonoses teriam 72 horas para se transferirem para um galpão da prefeitura situada na avenida Amazonas, onde funcionava o Centro de Convivência do bairro São Geraldo, próximo ao Estádio Oacisto Teixeira.

Com isso, surgiram vários questionamentos por alguns servidores e vereadores em relação à estrutura do local, tanto que a Câmara Municipal de Araxá criou uma comissão especial na reunião desta terça-feira (20) para avaliar a situação, composta pelos vereadores Lídia Jordão (PP), José Domingos Vaz (PDT) e Márcio de Paula (PR).

Em discurso na tribuna, Lídia disse que o galpão não tem as mínimas condições para receber os três setores, como falta de instalações elétricas para montagem de sistema de rede e acesso à internet, além do espaço pequeno para cada setor prestar atendimento ao público e elaborar os trabalhos voltados para a saúde.

Apesar da determinação da mudança em 72 horas, a Secretaria Municipal de Desenvolvimento Urbano iniciou nesta semana a reforma do galpão. Como os três setores atualmente estão instalados em imóveis alugados, a intenção de Jeová é terminar o seu mandato com os órgãos municipais funcionando em edificações da prefeitura.

“Estamos buscando o que durante a minha campanha eu falei que iria encurtar os aluguéis. Quando eu assumi a prefeitura, estávamos pagando mais de R$ 120 mil em aluguéis, agora estamos em torno de R$ 60mil e quero entregar meu governo com zero”, afirma o prefeito.

Jeová ressalta que a construção do Centro Administrativo foi idealizada justamente para que a prefeitura não precise mais alugar imóveis para abrigar determinados setores do município.

“Estávamos com um prédio que é da prefeitura desocupado desde janeiro (antigo Centro de Convivência) e que dá para abrigar muito bem o Zoonoses e as vigilâncias. Realmente demos a ordem (para a mudança anteriormente), ela não foi cumprida e agora visitando e olhando, constatei isso e dei a autorização para mudarem em 72 horas, mas foi por uma questão administrativa e interna, claro que o local está sendo adequado. Com isso, vamos economizar R$ 4 mil que serão revertidos para beneficiar mais oito famílias dentro do Cinturão Verde.”

A reforma do antigo do galpão está prevista para ser concluída entre 15 e 30 dias.

Notícias relacionadas