Uniaraxá comemora mais uma nota 4 no Enade

Uniaraxá comemora mais uma nota 4 no Enade

Os resultados da edição de 2009 do Exame Nacional de Desempenho de Estudantes (Enade), divulgados pelo Ministério da Educação (MEC) para as Instituições de Ensino Superior (IES), revelaram que o curso de Recursos Humanos do Centro Universitário do Planalto de Araxá (Uniaraxá) obteve o conceito 4 na prova. O Conceito Preliminar de Curso também foi 4 e o IDD, índice diferencial entre os alunos ingressantes e concluintes, mereceu nota 5.

O Uniaraxá festeja também o conceito 3 obtido pelos cursos de Administração e Ciências Contábeis neste exame. Para o reitor do Uniaraxá, professor e mestre Válter Gomes, há novos motivos para comemorar este ano. O saldo de avaliações foi positivo em relação ao resultado do trabalho das Comissões Avaliadoras do MEC. De 0 a 5, oscilamos entre conceitos 3 e 4, considerados de bom nível pelo sistema federal. O centro universitário está recredenciado, assim como os cursos superiores de Tecnologia – Sistemas para Internet e Gestão de RH.

Os cursos de Direito, Pedagogia e Ciências Biológicas tiveram o privilégio de dispensar a visita avaliadora pela performance no Enade. Além disso, o curso de Pedagogia recebeu a nota 4 na avaliação in loco realizada na primeira semana de novembro. O curso de Gestão Comercial recebeu um expressivo 4 no controle de qualidade da equipe do MEC que se fez presente no na semana passada. “Assim, seguimos trabalhando e investindo com total dedicação, enfrentando os desafios e procurando nos aprimorar cada vez mais”, afirma o reitor.

“Esses conceitos são fruto do empenho de docentes e discentes que, comprometidos e envolvidos com o fortalecimento da instituição e de seus cursos, têm no resultado dessas avaliações o reconhecimento e a comprovação da qualidade do ensino oferecido pelo Uniaraxá. Os resultados obtidos são muito bons e nos dão a certeza de estarmos colocando no mercado de trabalho profissionais qualificados e preparados para contribuir com o desenvolvimento regional”, diz o professor Válter.

A nota igual ou superior a 3, explica o reitor,  tem ainda outros impactos, pois viabiliza o acesso a financiamentos estudantis (a exemplo do Fies) e encaminha favoravelmente os processos relativos à renovação de reconhecimento do curso.

O Enade avalia o curso e o acadêmico perante o mercado de trabalho

Aplicado em novembro do ano passado, o Enade avaliou  acadêmicos de 6.804 cursos de  21 áreas em  todo o país, incluindo os ingressantes, que cursaram entre 7% e 22% do curso, e concluintes, com no mínimo 80% cursado. É um processo interessante, que vem sendo aperfeiçoado a cada ano e que valoriza e reconhece o trabalho que as Instituições de Ensino Superior desenvolvem com seriedade.

De acordo com o coordenador dos cursos superiores de Tecnologia, professor e mestre Agenor Manoel de Carvalho, os resultados positivos dos cursos do Uniaraxá são resultantes de um trabalho árduo, competente e comprometido de toda a comunidade acadêmica.

“Sempre tivemos total apoio da reitoria, bem como da direção do Instituto Superior de Educação e Tecnológicos, os quais sempre acreditaram em nosso trabalho. Temos uma equipe de professores de alto nível e um corpo discente muito comprometido e responsável. Por outro lado, os estudantes entenderam que um bom resultado no Enade faz com que o mercado os veja de uma forma diferenciada.”

Ao contrário do que acontece em várias instituições de ensino do país, no Uniaraxá o comparecimento dos alunos para realizar as provas do Enade tem sido elevado, demonstrando responsabilidade, comprometimento e respeito ao processo, cuja importância os acadêmicos têm percebido, bem como o significado de apresentarem um bom resultado, o que valoriza seus currículos, fazendo com que tenham maior destaque no mercado.

Um trabalho de conscientização tem sido intensificado entre os alunos, segundo o professor Agenor Manoel, mostrando-lhes que uma boa nota no Enade é mais um atrativo para os futuros candidatos ao curso, visto que os resultados são amplamente divulgados pela imprensa em nível nacional e os cursos bem avaliados têm uma visibilidade maior por comprovarem qualidade e seriedade, elevando o nome da Instituição de Ensino Superior que os oferece.

Notícias relacionadas