Uniaraxá se prepara para o Projeto Rondon

Uniaraxá se prepara para o Projeto Rondon

Sob a Coordenação do Ministério da Defesa, o Projeto Rondon se consolidou durante seus mais de 50 anos de existência, como o maior Projeto de Extensão Universitária do Brasil. A primeira Equipe de Rondonistas surgiu em 1967, formada por 30 Universitários e dois Professores de Universidades do antigo Estado da Guanabara. A primeira missão, que durou 28 dias, aconteceu no território de Rondônia. Na empreitada dessa primeira Equipe, surgiu o nome dado ao Projeto, em homenagem ao Bandeirante do século XX, Marechal Cândido Mariano da Silva Rondon.

Atualmente, o Projeto Rondon caracteriza-se com uma ação interministerial do Governo Federal, realizada em coordenação com os Governos Estadual e Municipal; que, em parceria com Instituições de Ensino Superior, reconhecidas pelo MEC, visa a somar esforços com lideranças comunitárias e a população, a fim de contribuir para o desenvolvimento local sustentável e a promoção da cidadania. Dessa forma, os Estudantes Universitários constroem conhecimentos sobre os aspectos peculiares da realidade brasileira; colaboram com o fortalecimento de políticas públicas; desenvolvem sentimentos de responsabilidade social; e, contribuem para o intercâmbio de conhecimentos entre Instituições de Ensino Superior, governos locais e lideranças comunitárias.

A Equipe de Rondonistas do Uniaraxá de 2018 já está se preparando para embarcar rumo à missão. Serão dez pessoas, sendo oito Estudantes e duas Professoras, participando da Operação Palmares. A Equipe será composta pelas Professoras Maristela Aparecida Dutra, do Curso de Direito; Sharon Sampaio Caetano, do Curso de Enfermagem; e, pelos Estudantes Paula Rodrigues Campos (Enfermagem), Paula Nascimento da Silva (Enfermagem), Matheus Aparecido Gomes da Silva (Enfermagem), Rubia da Silva Pereira (Pedagogia), Geovana Lopes Bernardes (Pedagogia), Gabriela Letícia Carneiro (Direito), Mayara Marley Costa Pereira (Educação Física) e Walmer da Silva Martins (Fisioterapia). Eles embarcarão no próximo dia 13/07, rumo ao Alagoas, onde permanecerão até o próximo dia 29/07; desenvolvendo atividades no município de Chã Preta. As atividades a serem realizadas estão programadas na Proposta que abrange o Conjunto A: Cultura, Direitos Humanos e Justiça, Educação e Saúde. A Instituição já possui um significativo histórico de participações no Projeto: 2004 – Operação Minas Gerais (MG); 2014 – Operação Guararapes (PE); 2015 – Operação Itacaiúnas (TO).

Para o Estudante e Rondonista, Walmer Martins, o Projeto Rondon simboliza uma oportunidade ímpar de colocar em prática todos os conhecimentos construídos até o momento em Sala de Aula. “Como estudante do 5º Período do Curso de Fisioterapia do Uniaraxá, quando surgiu esta oportunidade de participar do Projeto Rondon – Operação Palmares, agarrei mais que às pressas. Trata-se de uma oportunidade de colocar em prática toda experiência adquirida durante minha formação até o momento em que me encontro. Mas, com o olhar amplo, vejo que além de experiência profissional ganharei experiência de vida; a qual me fortalecerá e contribuirá ainda mais para a minha profissão. Minha expectativa só aumenta, trazendo uma vontade de colocar em prática a Operação a nós enviada, com total aptidão e alegria em saber que estarei levando o meu melhor para a população que nos espera”, conta o Estudante.

O Uniaraxá, por meio da participação de seus Estudantes no Projeto Rondon, reafirma seu compromisso com a qualidade de Ensino; ressaltando sempre o apoio e a importância da participação de sua Comunidade Acadêmica em Eventos e Atividades que promovam valores como Cidadania, Responsabilidade Social, Engajamento, entre outros. O Centro Universitário deixa, ainda, os votos de sucesso aos participantes; desejando que todos possam construir conhecimentos relevantes em suas carreiras; e, mais, que as ações a serem realizadas contribuam para que a vivência diária dos Universitários nas Comunidades atendidas possam trazer melhoria da qualidade de vida das populações menos favorecidas; como também, possam ajudar na construção de um Brasil melhor para todos.

Notícias relacionadas

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *