Super banner
Super banner

Vereador Juninho diz que todo prefeito deveria estagiar na Câmara

Vereador Juninho diz que todo prefeito deveria estagiar na Câmara

Vereador Juninho da Farmácia

Na Reunião Ordinária desta terça-feira (30), o vereador Juninho da Farmácia (DEM) debateu temas que há muito tempo têm sido demandados durante o seu mandato e também por outros colegas vereadores e muito pouco se fez.

São melhorias necessitadas pela população em áreas diversas como saúde, educação, segurança pública, esporte e lazer, social, rural e principalmente infraestrutura urbana, além da valorização dos servidores públicos municipais.

Juninho chegou a destacar que todo prefeito deveria fazer um estágio na Câmara Municipal, pois as demandas são levadas à Casa Legislativa. “A população leva o seu choro, os seus problemas, e a Prefeitura Municipal deveria olhar com mais importância a prestação de serviços à comunidade, não há uma gestão pública eficiente.”

Os temas abaixo é um conjunto de reivindicações do vereador recebido pela população e apresentado durante os seus seis anos de mandato como vereador. Confira.

  • UFTM – Juninho lamentou o fato de até o momento não haver informações concretas à respeito da instalação do campus da Universidade Federal do Triângulo Mineiro (UFTM). Mesmo tendo recurso previsto para o processo seletivo que chegou a ser anunciado para agosto passado, o mesmo não acontecerá em 2014. O vereador cobrou também o andamento das obras do campus no bairro Dona Beja que no momento encontram-se paralisadas.
  • MELHORIAS EM VIAS PÚBLICAS – Neste tema, Juninho inicialmente falou de uma antiga demanda desde o seu primeiro mandato como vereador, há seis anos, e que até hoje não mereceu atenção do Poder Público. Trata-se da revitalização da avenida Divino Alves Ferreira (pista de skate), que corta os bairros Padre Alaor e Vila Estância, uma antiga via que até hoje não possui canteiro central para o uso de pedestre e lá necessita de limpeza e sinalização.

Outra avenida foi a Honório de Paiva Abreu, no Jardim Bela Vista, onde só agora a prefeitura está promovendo melhorias, principalmente na recuperação da pista e instalação de passeios, o que antes não existia. Esta avenida foi tema de várias reivindicações dos vereadores nos últimos anos.

Outra importante avenida tratada por Juninho foi a Senador Montandon, uma das mais movimentadas da cidade e recebe fluxo quem chega pela BR-262 (Belo Horizonte) com destino o Estado de São Paulo (Franca, Ribeirão Preto, capital e outras cidades). O vereador relatou que até hoje não compreendeu a verdadeira finalidade de algumas obras que foram feitas e refeitas nesta via.

Lá foram instaladas baias que na verdade comprometeram espaços para estacionamentos de veículos e comprimiram o trânsito, e ainda por parte do Poder Público comenta-se que os canteiros centrais serão alargados, deixando o trânsito ainda mais comprometido, caso isso se execute. “Se isso realmente for feito, a pista vai servir só para a passagem de bicicletas, realmente não dá para entender a finalidade esta obra.”

Juninho relatou ainda a necessidade de melhorias na comunidade da Boca da Mata, que fica às margens da rodovia MG-428, que está com sua rua esburacada e esgoto corre a céu aberto. Reivindicação esta também feita há muito tempo e até hoje sem providência.

Por fim deste tema, Juninho cobrou infraestrutura na rua José Roque de Oliveira, na Vila Silvéria, que fica abaixo do Estádio do Dínamo. A via não conta com rede de esgoto, iluminação, asfalto, ou seja, direitos básicos dos moradores que há muito tempo aguardam por essas melhorias.

  • PAM – Juninho comentou sobre a situação preocupante que o Pronto Atendimento Municipal (PAM) enfrenta atualmente. O Ministério Público apurou mais de 50 irregularidades no local, e o vereador comentou a necessidade urgente de adequações no local para um atendimento eficiente e qualificado. O assunto está sendo tratado na Justiça na tentativa de se chegar a um consenso, e Juninho não acredita em uma possibilidade de interdição, pois comprometeria a população de Araxá e região. 
  • CENTRO ADMINISTRATIVO – É uma obra que Juninho considera a mais importante da cidade, pois objetiva a economia com aluguéis de imóveis para o funcionamento de setores da Administração Pública, entretanto, o vereador criticou a demora em concluir esta importante ação que vista dar melhor atendimento à população e melhores condições de trabalho ao servidor público municipal. Juninho também lamentou o armazenamento a céu aberto de várias placas de granitos utilizadas na obra. 
  • COLETA DE LIXO E LIMPEZA URBANA – Reivindicou o serviço de coleta de forma mais eficiente, principalmente nos novos bairros em Araxá, como, por exemplo, o Jardim das Oliveiras e o Pão de Açúcar 3. No caso da varrição de rua, Juninho alertou que recebeu relatos sobre garis que estão comprando a própria vassoura para poderem trabalhar, classificando esta situação como um absurdo, pois a prefeitura deveria dar melhores condições de trabalho e valorização à classe. 
  • RECOMPOSIÇÃO SALARIAL DO FUNCIONALISMO PÚBLICO – Juninho relembrou promessa de campanha ainda do mandato passado do prefeito é que estipulava aumento de 30% no vencimento dos servidores públicos municipais, fato este que não acontece há quase seis anos. Acrescentou ainda que a classe merece mais valorização. 
  • REFORMAS EM GINÁSIOS E CAMPO DE FUTEBOL – O vereador classificou que o esporte e o lazer aliada à saúde são setores imprescindíveis para a construção de uma sociedade melhor. Para tanto, voltou a reivindicar reformas em ginásios e campos de futebol. 
  • REPASSE LAD – Demanda recebida por Juninho em recente reunião com a Liga Araxaense de Desportos. Até hoje a prefeitura não repassou recurso aprovado pela Câmara para manutenção das atividades da entidade, que promove o Campeonato Amador e torneios de outros categorias do futebol, que correm o risco de serem paralisadas pela falta da verba. 
  • ESPAÇOS MULTIUSOS – Juninho visitou todos os Espaços Multiusos no começo do ano, e todos eles não estão cumprindo sua finalidade que é oferecer a crianças e adolescentes reforço escolar e atividades esportivas e de lazer. Além disso, a maioria necessita de reforma. Repudiou especificamente o Espaço Multiuso do bairro Dona Beja, que está sendo utilizado como depósito de materiais recicláveis.
  • PARQUE DO CRISTO – Outro local que o vereador visitou há um bom tempo, constatando total abandono, com paredes pichadas, vidraças destruídas, sujeira e frequência de usuários de drogas. Juninho disse que uma solução para o local é torná-lo um produto turístico, pois tem amplo espaço para estacionamento e realização de feiras de artesanato, atividades culturais e ponto de encontro.
  • ESTRADAS RURAIS – A maioria das estradas rurais está em péssimas condições. As comunidades de Araxá sofrem diariamente com vias vicinais esburacadas por falta de manutenção, tornando o trânsito de seus produtos para abastecer o mercado mais complicado. O vereador relatou ainda que os recursos que deveriam ser utilizados para a recuperação dessas vias estão sendo utilizadas para outra finalidade.
  • RECURSOS DO FUNDO MUNICIPAL DO IDOSO – Mesmo com o empenho da Câmara em garantir o repasse integral para todas as entidades que tiveram seus projetos aprovados para investimentos no atendimento à terceira idade, Juninho relatou que visitou recentemente três delas que até hoje não receberam os recursos em sua totalidade. Há entidade que precisa construir sede própria e está com o seu cronograma comprometido.
  • CERAD – Juninho comentou que o assunto sobre a transferência do Centro de Reeducação do Adolescente (Cerad) do bairro Santa Terezinha para uma unidade adequada perdeu força, não está mais sendo tratado, mesmo com o empenho dos órgãos judiciários e da Câmara em querer resolver a situação. Voltou a defender a construção de uma unidade abaixo do Presídio da Apac, região onde também concentra forças de segurança como o Presídio Regional, o Batalhão de Polícia Militar e o Tiro de Guerra.
  • CLÍNICA DE TRATAMENTO PARA DEPENDENTES QUÍMICOS – Juninho levantou a necessidade de o Município apoiar entidades que estão comprometidas em trabalham com dependentes químicos. Trata-se de um setor imprescindível para amparar famílias que sofrem com este mal, e Araxá só conta com seis vagas anualmente em Uberaba para encaminhar pessoas para o tratamento.
  • REFORMA NA ESCOLA MUNICIPAL PROFESSOR NELSON – Juninho demandou reforma geral na Escola Municipal Professor Nelson Gomes, no bairro Santo Antônio.
  • POSTO DE SAÚDE JOÃO RIBEIRO – Outro assunto tratado pelo vereador foi quanto à precariedade no funcionamento do Posto de Saúde do bairro João Ribeiro, onde atualmente abriga um Programa de Saúde da Família. A vigilância constatou que o local é inadequado para esta finalidade e há promessa de transferência do atendimento para um imóvel mais adequado, porém, não há previsão de quando isso deve acontecer.
  • APOIO ÀS ENTIDADES ASSISTENCIAIS – Não é de hoje que a falta de apoio às entidades assistenciais da cidade acontece. A Câmara já recebeu diversos Fóruns Comunitários e representantes durantes suas Reuniões Ordinárias demandando recursos para manutenção e continuidade de suas atividades, que mesmo aprovadas pela Casa não estão sendo repassados pelo Executivo. Juninho indagou ainda o que seria do Município se não contasse com o importante trabalho dessas entidades junto à comunidade. “Não são as entidades que precisam da prefeitura, e sim a prefeitura que precisa dessas entidades.”
  • VELÓRIO MUNICIPAL NO CEMITÉRIO SÃO JOÃO BATISTA – Comenta-se muito que uma empresa mineradora será parceira para a construção desta importante obra no Cemitério São João Batista, porém a mesma não tem manifestado interesse em executar esta ação. Juninho cobrou solução do Poder Público, principalmente porque a obra vai dar mais conforto aos familiares e amigos no momento de despedida do ente querido, sem necessidade de terem que cruzar a cidade saindo do Passo da Saudade.
  • MANUTENÇÃO FROTA MUNICIPAL – Juninho constatou diversos veículos parados no pátio da prefeitura por falta de manutenção. Comenta-se em abertura de licitação para resolver o problema, porém, não há prosseguimento. O vereador apurou que somente o setor de saúde está com oito veículos parados, comprometendo o atendimento à população em uma área que não tem hora e nem dia para acontecer, pois saúde é prioridade.
  • PONTE INTERLIGANDO O BAIRRO CINCINATO DE ÁVILA AO BAIRRO URCIANO LEMOS – Obra esta, apesar de muito tempo cobrada por Juninho e outros vereadores, finalmente foi colocada em execução, dando mais conforto para pedestres que antes precisavam atravessar por uma pinguela e uma ponte provisória de as mínimas condições de segurança. Uma obra simples e funcional.
  • FONTE LUMINOSA – Juninho também destacou, apesar de em obras há mais de um ano, a reativação da Fonte Luminosa na avenida Antônio Carlos, pois trata-se de um ponto turístico da cidade. Entretanto, na foto do local ele exibiu um cavalo deitado no gramado da fonte e do Teatro Municipal, publicada por um internauta, comentando sobre outra reivindicação sua que há anos não é atendida, a de recolhimento de animais de grande porte soltos pela cidade, principalmente cavalos.
  • PASSARELA – O vereador voltou a cobrar melhorias na passarela situada ao lado do viaduto entre as avenida Senador Montandon e Hitalo Ros, bastante utilizada pela população e por alunos do Sesi/Senai. Juninho visitou o local em abril deste ano, constatando problemas sérios problemas estruturais como ferrugens em vigas e buracos no piso, grades de proteção soltas e lâmpadas queimadas e danificadas. Houve a promessa da Secretaria de Desenvolvimento Urbano na época que o problema seria resolvido em 20 dias, porém, até hoje nada foi feito.
  • FRIGORÍFICO MUNICIPAL – Finalizando seu discurso, Juninho comentou também sobre os entraves que não colocam em funcionamento o Frigorífico Municipal. O vereador destacou que a Casa Legislativa fez sua parte promovendo Fóruns Comunitários sobre o assunto e aprovação do projeto que instituiu o Serviço de Inspeção Municipal (SIM), porém, apesar de o local estar pronto, conforme constatou em visita no início do ano, não há objetividade do Poder Público em realmente divulgar quando o local entrará em atividade.

Enquanto isso, o consumidor continua comprometido com a oferta de carnes a preços elevados, e citou ainda que o abate da nossa produção está sendo feita em Luz, que fica a 150 km de Araxá, município este que curiosamente tem cerca 18 mil habitantes, enquanto Araxá ultrapassou os 101 mil.

Foram 29 demandas apresentadas pelo vereador, e ainda há muitas que não foram colocadas em pauta. “A população de Araxá merece sensibilidade, atenção e comprometimento de um Município que tem uma das maiores arrecadações do Estado”, concluiu o vereador.

Notícias relacionadas