Vereadores lançam obras da futura sede da Câmara

Vereadores lançam obras da futura sede da Câmara

O presidente da Câmara Municipal, Carlos Roberto Rosa, e demais vereadores fizeram o lançamento das obras da nova sede do Legislativo na manhã de hoje (1°), na avenida João Paulo II. De acordo com Roberto, a construção está orçada em R$ 1,2 milhão, com conclusão prevista para julho de 2010.

O lançamento também contou com a participação dos servidores da Câmara e representantes da prefeitura, dentre eles, o prefeito Jeová Moreira da Costa e o vice Miguel Alves Ferreira Júnior.

“A nova Câmara Municipal será simples, com piso polido e estrutura metálica, mas que dará condições para o vereador trabalhar e representar bem a comunidade. Além disso, será plana e atenderá aos portadores de deficiência física, que terão acesso aos gabinetes, à área administrativa e ao plenário para acompanhar as reuniões”, destaca Roberto.

O novo prédio é assinado pelo arquiteto Dirceu Inácio Cunha Júnior e terá uma área construída de 1,5 mil m², dez gabinetes – número que poderá ser ampliado – sala de imprensa, setor administrativo, plenário com capacidade para 80 pessoas, estacionamento e acessibilidade total. O presidente diz que vai sugerir aos vereadores em sessão plenária que a nova sede seja denominada “Casa Legislativa”.

Ele acrescenta que a construção conta com a parceria da prefeitura (repasse) e de empresas como a Companhia Brasileira de Metalurgia e Mineração (CBMM). O presidente anuncia que a atual sede da Câmara – Palácio Nagib Feres – vai abrigar o Museu Legislativo.

“É um prédio bastante antigo, de 1831, e já não comporta mais os trabalhos da Casa, além do trânsito naquela região (praça Coronel Adolfo e avenida Antônio Carlos) que é intenso”, diz.

O prefeito Jeová diz que a nova sede da Câmara é um marco para Araxá. “Parabenizo o presidente Roberto, que tem um grande espírito empreendedor, e toda a sua equipe de vereadores pelo progresso e desenvolvimento.”

Centro Administrativo da prefeitura

Jeová destaca que o Centro Administrativo da prefeitura também será construído próximo à futura sede da Câmara e, além disso, está negociando a doação de uma área ao Poder Judiciário para que o Fórum também seja transferido na região da João Paulo II.

“São poucas cidades que têm os Três Poderes convergindo e buscando a construção de uma sociedade com liberdade, igualdade e justiça social.”

De acordo com o prefeito, as obras do futuro Centro Administrativo da prefeitura devem ser retomadas em dois meses e estão orçadas entre R$ 10 milhões a R$ 15 milhões. O prefeito anunciou que apresentará o projeto assinado pelo arquiteto Marcello de Gusmão Machado à imprensa em breve.

Notícias relacionadas