Super banner
Super banner

Vice-governador autoriza novos recursos para o saneamento em Minas

Vice-governador autoriza novos recursos para o saneamento em Minas

água da gente

O vice-governador Alberto Pinto Coelho assinou nesta terça-feira  (03/12), na Cidade Administrativa, novas ordens de serviço que autorizam a Copasa a dar início às obras para melhorias e ampliação dos sistemas de abastecimento de água e de esgotamento sanitário em mais 13 municípios mineiros.

Os investimentos de R$ 29,94 milhões serão aplicados em cidades da Região Metropolitana de Belo Horizonte (RMBH) e no interior do Estado. Os recursos fazem parte do Programa Água da Gente, lançado pelo Governo de Minas, em março deste ano, que garante, para o saneamento, aporte da ordem de R$ 4,55 bilhões, até 2016, nas 626 cidades em que a empresa atua.

Alberto Pinto Coelho salientou a importância do Programa para o desenvolvimento e a qualificação dos municípios mineiros.

“O programa Água da Gente é a comprovação inequívoca da visão de governo para qualificar os municípios, melhorando a qualidade de vida de cada um dos cidadãos e trazendo oportunidades de emprego, atraindo também, aqueles que querem investir em nosso estado. O desafio maior de Minas Gerais é diversificar a sua economia e agregar valor, sem com isso desfazer daqueles segmentos tradicionais e das nossas vocações como a minerária e a do agronegócio que são fundamentais e que têm de ser cada vez mais valorizadas”, afirmou o vice-governador.

O diretor-presidente da Copasa, Ricardo Simões, lembrou que, desde o lançamento do programa, em março deste ano, foram autorizados R$ 480  milhões para  obras  em saneamento. De acordo com ele, isso contribui para que a Copasa  dentro do Programa Água da Gente,  cumpra a determinação do Governo de Minas de levar água de qualidade para a população mineira. “Esse evento de hoje tem uma característica importante, pois estes R$ 30 milhões complementam  outros investimentos já realizados nestes municípios”, complementou.

Para a Região Metropolitana de Belo Horizonte, são três ordens de serviço, que juntas somam mais de R$ 21,6 milhões que serão aplicados em obras de melhorias nas cidades de Juatuba e Mateus Leme.

Em Juatuba, serão executadas as obras e serviços da unidade de tratamento de resíduos sólidos da Estação de Tratamento de Água do Sistema Serra Azul. Também no Sistema Serra Azul, serão executadas obras e serviços de otimização das unidades operacionais, que envolverão recursos da ordem de R$ 11,6 milhões. Já em Mateus Lemeserão realizadas obras e serviços de melhorias e ampliação do sistema de abastecimento de água  da cidade.  Os recursos são da ordem de R$ 735 mil.           

No interior, outras 11 cidades serão beneficiadas com recursos da ordem de R$ 8,3 milhões. Além Paraíbareceberá investimentos de R$ 243 mil, que serão aplicados nas obras de melhoria da captação e ampliação dos sistemas de abastecimento de água das localidades de Marinópolis, Angustura, Aterrado e Beira Rio.

A cidade de Araxá receberá R$ 735 mil para as obras de adequação e melhorias da estação de tratamento de esgoto (ETE) do complexo Hoteleiro do Barreiro.

Já em Capetinga, serão realizadas obras de ampliação da capacidade de produção do sistema de abastecimento de água, incluindo a construção da estação elevatória, reservação e captação. Serão investidos R$ 248 mil.

O município Estrela do Indaiá receberá investimentos de R$ 734 mil, que serão utilizados nas obras e serviços de implantação do sistema de esgotamento sanitário da cidade.

Na cidade de Divinópolis, os investimentos são da ordem de R$ 292 mil serão aplicados em obras e serviços complementares para ampliação e melhoria do sistema de abastecimento de água.

Em Perdigão, serão realizadas obras na estação de tratamento de água em fibra de vidro.  Os recursos somam R$ 291 mil. Com recursos da ordem de  R$ 261 mil, a Copasa irá executar, em Cataguases, serviços de melhorias na captação e reforço das redes de distribuição de água das localidades de Aracati, Cataguarino e Glória.

Em São Vicente de Minasserão destinados recursos da ordem de R$ 840 mil para ampliação do sistema de abastecimento de água da cidade.

Em Santa Rita do Sapucaí os investimentos são da ordem de R$ 560 mil para ampliação do sistema de esgotamento sanitário – 2ª etapa, incluindo a construção de estação de tratamento de esgoto (ETE), estação elevatória, entre outras.

Com recursos da ordem de R$ 4,1 milhões, em Diamantina, serão realizadas obras complementares do sistema de esgotamento sanitário e da estação de tratamento de esgoto. Em São Sebastião do Maranhão, os recursos da ordem de R$ 255 mil serão utilizados nas obras de implantação dos sistemas de abastecimento de água do Distrito de Santo Antônio dos Araújos.

 Representando os prefeitos, Wladimir Faria de Azevedo, de Divinópolis, destacou que  Minas Gerais está em uma segunda geração na política de saneamento básico. “Já estamos discutindo não só a extensão de rede, mas também o tratamento do esgotamento sanitário. A Copasa se reestruturou com novos processos, sob a batuta do presidente Ricardo Simões e de uma diretoria unida e focada, buscando aumentar a capacidade de investimento e aprimorando os processos de gestão”, concluiu.

Notícias relacionadas