Vila Nova sai na frente na final do Amadorão contra o Olympique

Vila Nova sai na frente na final do Amadorão contra o Olympique

Vila Nova 1 x o Olympique - Foto: Caio Aureliano

Da Redação – O Estádio Municipal Fausto Alvim recebeu a primeira partida da final do Amadorão entre Vila Nova e Olympique neste domingo (13). O confronto, que foi decidido nos detalhes, se resumiu em uma forte marcação de ambas as equipes. O meia Éder foi o autor do gol da vitória do Vila Nova, que pode até empatar para conquistar o título. Já o Olympique necessita vencer por dois gols de diferença para ser campeão. Se o placar final da segunda partida apontar vitória do time da Tapira de um gol de vantagem, a decisão será nos pênaltis.

Muita marcação e pouca emoção

O público presente viu uma partida com poucos lances de perigo. Vila e Olympique entraram no gramado com uma proposta de jogo de anular as principais peças do adversário. Victor e William assustaram os goleiros Ricardo e Jhonny no início do confronto, mas os goleiros de Vila e Olympique fizeram as defesas.

No segundo tempo, o panorama não se modificou e os ataques continuaram nulos. As bolas aéreas e os chutes de longa distância eram a melhor alternativa das duas equipes que até levavam perigo em alguns lances esporádicos. Depois dos 40 minutos, Catiano tentou marcar para o Olympique em jogada individual, só que o chute rasteiro ficou nas mãos de Ricardo. Pelo lado do Vila, Guto tentou o chute de longe, sem direção.

Quando tudo encaminhava para um 0 a 0 com muita transpiração e pouca inspiração, o gol ocorreu aos 48 minutos. O escanteio foi cobrado pela direita e, em uma das raras vezes que a defesa do time da Tapira vacilou, o meia Éder ficou livre e pegou de primeira, no canto esquerdo de Jhonny, para a festa do torcedor vermelho e branco do Vila Nova.

Na saída de bola do Olympique, o atacante Victor ficou à frente da jogada e recebeu cartão amarelo e logo depois o vermelho.

Pós-jogo

Diretores e jogadores foram reclamar da arbitragem de Amilton Marcos Moreira e Ernani, que estava no banco de reservas, também foi expulso.

Para a segunda partida da final, o Vila não vai contar com o artilheiro do Amadorão, Victor, e Ernani pelos cartões vermelhos. Já no Olympique, o meia Clesinho, um dos destaques no meio-campo do time, virou dúvida para o próximo confronto. Ele saiu com um estiramento na coxa esquerda.

Vila e Olympique voltam a jogar no próximo domingo (20). Durante a semana, a Liga Araxaense de Desportos (LAD) vai decidir local e horário.

Ficha técnica

Olympique: Jhonny; Edinho, Wilton Sargento, Luciano e Alessandro; Barroso (Catiano), Renan, Alex (Thiago) e Clesinho (Dudu); William e Fábio Tapira (Alemão). Treinador: Guti.

Vila Nova: Ricardo, Igor Goiaba (Germano), Anderson, Raul e Thiago Piriá (Caio); Éder, Vinicius (Diogo), Dalmer e Liniker; Victor e Edivaldo (Guto). Técnico: João Paulo.

Arbitragem: Amilton Marcos Moreira, auxiliado por Paulo César Souza e Eliete Flávia.

Gol: Éder, aos 48 minutos do segundo tempo.

Cartões amarelos: Igor Goiaba, Anderson e Dalmer (Vila Nova); Catiano e Renan (Olympique).

Cartões vermelhos: Victor e Ernani (Vila Nova).

Notícias relacionadas