AMEs 24h Uninorte e Unileste registram mais de 51 mil atendimentos em apenas 6 meses de funcionamento

AMEs 24h Uninorte e Unileste registram mais de 51 mil atendimentos em apenas 6 meses de funcionamento

Promover saúde digna e qualidade de vida à população araxaense. Este é o principal objetivo dos Ambulatórios de Emergência, os AMEs 24h Uninorte e Unileste. Inaugurados em setembro de 2022 e localizados nas regiões mais populosas da cidade, os AMEs registraram mais de 51 mil atendimentos em apenas seis meses de funcionamento.

Os AMEs são centros ambulatoriais de diagnóstico e orientação terapêutica de alta resolutividade em clínica médica, com ênfase nas necessidades da Rede Básica. Entre os atendimentos disponibilizados estão atendimentos odontológicos, casos de sintomas gripais sem dificuldade para respirar, coceira nos olhos, dor de cabeça leve, febre, ferimentos pequenos com pouco sangramento, entre outros. Ao todo, são mais de 40 serviços à disposição da população durante 24 horas por dia, sete dias da semana.

De acordo com a secretária municipal de Saúde, Cristiane Gonçalves Pereira, a descentralização dos atendimentos aumentou a procura por parte da população, que muitas vezes não buscava o auxílio devido à distância entre a Unidade de Pronto Atendimento (UPA 24h) e sua casa.

Com a implantação dos AMEs 24h, foi possível comprovar a redução da alta demanda na UPA, que chegou a mais de 49 mil atendimentos em seis meses. Neste mesmo período e tempo de funcionamento, foram registrados 21.566 atendimentos no AME 24h Unileste, e 29.897 no AME 24h Uninorte, totalizando mais de 51.000 atendimentos, número significativamente relevante em comparação com o ano anterior, que disponibilizava apenas os serviços de saúde na UPA e, que agora, realiza cerca de 28 mil atendimentos semestrais.

“Com a implantação dos AMEs 24h, nós ampliamos não somente o acesso à saúde, mas também a qualidade desses serviços em Araxá. Um exemplo é que temos ambulâncias disponíveis 24h nos dois locais, o aumento dos números de profissionais médicos e equipe de apoio, assim como aumento ao acesso de exames laboratoriais e serviços de imagens”, explica a secretária Cristiane.

A costureira Maria Abadia de Assunção acompanha o seu pai Joaquim, de 88 anos, rotineiramente no AME 24h Uninorte, e conta sobre a melhoria para o bairro Urciano Lemos, onde vivem há 48 anos. “Antes dos AMEs, a dificuldade era enorme, a distância até a UPA era grande. Agora, com atendimento em saúde 24h no bairro, nos trouxe alívio”, relata Maria Abadia.

Notícias relacionadas

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *