Super banner
Super banner

Série pré-candidatos a prefeito: Robson Magela

Série pré-candidatos a prefeito: Robson Magela

O Diário de Araxá traz a divulgação de nomes que lançaram oficialmente, por redes sociais, entrevistas à imprensa ou outra modalidade de mídia, pré-candidaturas a prefeito.

Elaboramos um questionário com o perfil e cinco perguntas relacionadas às intenções de cada um em pleitear um cargo ao Poder Executivo. Os pré-candidatos que responderam dentro do prazo estabelecido serão divulgados de acordo com a ordem alfabética do nome de batismo, na chamada principal do site, no período de 24 horas, a partir das 8h. As divulgações ocorrerão entre segunda e quinta-feira.

Os pré-candidatos que enviaram após o prazo, serão divulgados depois dos que responderam no período estipulado.

Robson Magela

A quinta divulgação da série é sobre o radialista Robson Magela, que atualmente exerce mandato de vereador e é pré-candidato a prefeito pelo Cidadania.

1 – Perfil do pré-candidato.

O araxaense Rubens Magela da Silva é conhecido por Robson Magela, nome artístico herdado de sua trajetória como cantor sertanejo. De origem simples, mãe empregada doméstica e pai motorista, Robson cresceu no bairro Santo Antônio e começou a trabalhar cedo para ajudar no sustento da família.

O segundo de cinco irmãos, sendo o único homem, Robson vendeu picolés dos 7 aos 12 anos, dividindo o tempo com os estudos nas Escolas Estaduais Pio XII e Professor Luiz Antônio Corrêa de Oliveira (Polivalente). Entre os 12 e 15 anos foi entregador, balconista e ajudante geral nos comércios da cidade, até formar a dupla sertaneja Silvio & Robson, tendo uma carreira artística de 12 anos.

A carreira na música o levou à profissão de radialista. Com 18 anos de atuação no rádio araxaense, Robson conduz há 16 anos o programa Casa da Nona, na Rádio Cidade, onde dá voz às reivindicações do povo de Araxá e faz a ponte entre as pessoas que necessitam de ajuda com aquelas que podem ajudá-las.

Em sua primeira candidatura a um cargo político, nas eleições de 2016, Robson foi o vereador mais votado de Araxá, com 2.214 votos.

Em seu primeiro mandato na Câmara Municipal, Robson teve 15 leis de sua autoria aprovadas, que abrangem a saúde, incentivo ao emprego e renda, melhorias na qualidade de vida das pessoas, educação, segurança e direitos aos idosos e pessoas com deficiência.

2 – Em qual partido você está filiado e o que o motivou a ser pré-candidato a prefeito?

Sou filiado ao partido Cidadania. Minha pré-candidatura a prefeito de Araxá nasceu dos inúmeros pedidos que recebi do povo da nossa cidade que já não aguenta mais os mesmos políticos de sempre comandando a Prefeitura Municipal.

Como vereador, eu percorri todos os cantos da cidade com o meu projeto Gabinete Itinerante para conversar com as pessoas, ouvir as suas reivindicações e conhecer melhor os seus problemas. Fiz na tribuna da Câmara todas as cobranças que me foram repassadas pela população, porém, a Prefeitura demonstrou uma imensa má vontade em atender aos pedidos do nosso povo.

Infelizmente a nossa população não é ouvida por quem comanda a cidade. E isso precisa mudar. Quem sabe do que Araxá precisa é o nosso povo. É preciso ouvir as pessoas.

A grande maioria dos problemas de Araxá está concentrada nos bairros, que infelizmente não têm o mesmo tratamento da área central da cidade por parte do poder público.

Por não concordar com este tratamento desigual e por entender que a nossa cidade tem os recursos públicos necessários para solucionar os problemas que afetam a vida da nossa população é que eu decidi atender aos pedidos do povo de Araxá e colocar o meu nome como pré-candidato a prefeito.

3 – Já tem definição do nome de pré-candidato(a) a vice-prefeito(a)? Se sim, quem é? Caso ainda não tenha, como estão as tratativas para definir por esse nome?

O pré-candidato a vice-prefeito que está caminhando ao meu lado é o ex-vereador Mauro Chaves, do Republicanos. O Mauro é policial civil aposentado, bacharel em Direito e especialista em gestão pública.

Ele comandou a então recém-criada Secretaria Municipal de Segurança Pública. Nas eleições de 2016, o Mauro foi candidato a prefeito e obteve 23.216 votos. Também foi candidato a deputado federal nas eleições de 2018.

Mauro é uma pessoa que eu respeito muito. Eu tenho aprendido bastante com ele. O Mauro quer o melhor para Araxá.

4 – Quais devem ser as prioridades da Prefeitura de Araxá a partir de 2021?

A prioridade número um de Araxá tem que ser a saúde. A população que precisa do sistema público de saúde enfrenta um verdadeiro calvário para conseguir uma consulta com médico especialista, exames e cirurgias. Falta remédio na farmácia municipal. A população não quer saber se essa falta é culpa do Governo do Estado. O cidadão precisa do remédio. Uma cidade rica como Araxá tem recursos para suprir essa falta e atender à população. A saúde em Araxá ainda precisa melhorar bastante.

Araxá também tem outras prioridades. É preciso atrair empresas para gerar empregos e renda para a nossa cidade. O número de desempregados já era grande antes da pandemia e aumentou agora. O povo precisa de empregos. O poder público precisa oferecer qualificação profissional para as pessoas terem maior possibilidade de serem inseridas no mercado de trabalho.

Essa qualificação profissional é uma oportunidade para a população carente de Araxá melhorar de vida. Os mais necessitados precisam ter mais atenção por parte da Prefeitura. O pós-pandemia será o maior desafio econômico do último século. Muitas famílias já estão em situação precária com endividamentos e sem direção. Será preciso auxiliar essas pessoas.

É preciso dar transparência em processos licitatórios que sempre são questionados pela população, como os dos serviços de pavimentação asfáltica e do transporte coletivo urbano. O município precisa rever o contrato com a Copasa, que cobra muito caro por um serviço que constantemente é alvo de reclamações da população de Araxá.

Também existem outras prioridades, mas o essencial é que a partir de 2021 a Administração Municipal priorize o ser humano. Chega de investimentos equivocados por parte do poder público. Prioridade é investir nas pessoas.

5 – Como deve ser o relacionamento do chefe do Poder Executivo com a Câmara Municipal?

Tem que ser um relacionamento respeitoso. O chefe do Executivo precisa saber que a Câmara Municipal não é um puxadinho da Prefeitura onde os vereadores têm que atender todas as suas vontades. O Legislativo é um poder independente, assim como o Judiciário, e ambos têm que ser respeitados pelo prefeito.

O trabalho do vereador é importante para a cidade, pois é ele quem fiscaliza o Executivo, faz leis e cobra em nome do povo. As cobranças do vereador precisam ter a atenção do Executivo, pois na verdade o parlamentar é porta-voz da população. Araxá tem muito a ganhar com uma relação de respeito entre Executivo e Legislativo. 

6 – Se eleito, quais serão seus principais desafios a serem projetados e/ou superados?

Sem dúvida nenhuma o pós-pandemia será um imenso obstáculo a ser superado devido aos efeitos colaterais das medidas preventivas adotadas no combate ao novo coronavírus. A camada mais carente da população foi duramente atingida pela pandemia e vai precisar de políticas públicas para se reerguer.

Vários comerciantes fecharam as portas dos seus estabelecimentos, o que aumentou o desemprego em Araxá. Será preciso incentivar os empreendedores para que novos negócios sejam abertos e, consequentemente, novos postos de trabalho sejam disponibilizados para a nossa população.

Fonte: Diário de Araxá

Notícias relacionadas

Inscreva-se
Me avise:
guest
23 Comentários
Novos
Antigos Mais votados
Comentários em linha
Mostrar todos os comentários
23
0
Deixe seu comentário para essa notícia!x