Bruno Cruvinel é condenado a 35 anos de prisão

Bruno Cruvinel é condenado a 35 anos de prisão

O suspeito de assassinar Luiz Alves e Adolfo Fontes Sobrinho em 27 de agosto de 2005, Bruno Sifuentes Cruvinel, foi condenado a 35 anos de prisão. O crime ocorreu nas obras do ginásio da Escola Maria de Magalhães e chocou a cidade. A sentença foi proferida no julgamento de ontem (1º), numa série de cinco casos levados a júri popular no Tribunal do Júri (Juizado Especial).

O caso

No relatório da sentença consta que Bruno Cruvinel teria combinado um programa sexual com Adolfo Fontes Sobrinho, após o ato, Bruno teria roubado o dinheiro de Adolfo, para comprar drogas, e lhe agrediu até a morte. No momento em que fugia do local, se deparou com a segunda vítima, Luiz Alves, que também foi agredido por Bruno, que temia pelo testemunho dos atos anteriores.

O assassino correu atrás de Luiz Alves e, com intenção de tirar sua vida, lhe agrediu intensamente com socos e chutes. A vítima ficou internada e morreu após 11 dias no hospital.

O condenado está preso no Presídio de Araxá.

Notícias relacionadas