Mauro publica nota sobre exoneração de assessor da Asttran

Mauro publica nota sobre exoneração de assessor da Asttran

 

Maurpublica nota sobre exoneração de assessor 
Secretaria de Segurança Pública também enumerou as principais ações da pasta. 
O Secretário Municipal de Segurança Pública, Mauro da Silveira Chaves, publicou em uma rede social, uma nota esclarecendo a exoneração do ex-chefe da Asttran, Bruno Pereira Borges. No texto ele também falou sobre mudanças no trânsito e listou as principais ações à frente da Secretaria. 
Confira. 
 Caros amigos,
Ante a repercussão na mídia em torno da exoneração do assessor de trânsito da Secretaria Municipal de Segurança Pública, ocorrida na última segunda-feira (28/01/14), entendi ser prudente manifestar publicamente, visto que algumas injustiças estão sendo cometidas, principalmente usando o nome do Prefeito Municipal, Dr. Jeová Moreira da Costa, no que abordo os seguintes pontos:
01- MOTIVO DA EXONERAÇÃO: O único motivo foi quebra de hierarquia alegada pela chefe de Gabinete do Prefeito, uma vez que dentro do organograma da Prefeitura o Gabinete faz parte do primeiro escalão e a assessoria de Trânsito faz parte do segundo escalão. Acho desnecessário contextualizar, pois o conteúdo dos diálogos entre as partes envolvidas devem ficar restritos internamente. Porém, há que esclarecer que o fato dos agentes de trânsito atuarem na fiscalização na área central não pode de forma alguma ser visto como causa de mudança de comando na ASTTRAN, pois foi amplamente discutido com este signatário, e se assim fosse, não pensaria duas vezes em pedir minha exoneração do cargo de Secretário. 
02- FALTA DE CONSULTA AO SECRETÁRIO: Conforme já tornado público, via E-mail oriundo da Chefia do Gabinete, enviado a um famoso blogueiro de Araxá, onde relata conteúdo da última reunião de secretários, de fato não fui consultado sobre a exoneração do assessor, mas respeitei a decisão do gabinete em razão do chefe do executivo pautar também pelo princípio da hierarquia, vindo de encontro aos meus princípios. Não obstante, deixei registrado minha avaliação acerca das decisões, que também deve ficar somente na seara interna. O fato de estar viajando, para tratar de assuntos particulares, não dificultou a comunicação.
03- ESTACIONAMENTO ROTATIVO: Não é nenhum fato novo o infrator as regras de estacionamento serem punidos com aplicação de multa previsto no Código de Trânsito Brasileiro. Desta forma, visando desonerar a Polícia Militar desta atribuição, deixando-a a cargo de combater a violência nesta cidade, foram convocados os aprovados no concurso público de agentes de trânsito. Após a devida preparação desses agentes, foi elaborado cronograma para inserí-los na fiscalização do trânsito em Araxá, notadamente o estacionamento da área central. Portanto, o que está previsto para iniciar no dia 15/02/14 é a transferência das atividades de trânsito da Policia Militar, de competência do município, para os agentes de Trânsito da ASTTRAN, ou seja, nenhum fato novo. Então porque tanta polêmica?
Diante do exposto esclareço que:
1- O Assessor de Trânsito exonerado do cargo já fazia parte dos quadros da ASTTRAN e devido a sua competência foi indicado para assumir o comando da Assessoria. Com sua saída nada obsta que ele continue na função anterior (chefe de setor de Trânsito).
2- Todas as ações propostas pelo Secretário de Segurança Pública serão mantidas dentro do cronograma estabelecido, sem qualquer interferência de outras áreas que não sejam técnicas, pois em SEIS MESES de existência da Secretaria de Segurança Pública conseguimos resultados expressivos na área de Segurança:
A)- Redução em 95% (noventa e cinco) do índice de crimes contra o patrimônio Público Municipal, especialmente nas escolas Públicas;
B)- Implantação da 1ª etapa de identificação de nomes de ruas, com mensagem educativa contra a violência. Esta iniciativa é pioneira no Brasil, despertando interesse de várias cidades em levar o modelo aplicado em Araxá, entre elas a cidade de Divinopólis-MG;
C)- Contratação de 40 (quarenta ) novos vigilantes;
D)- Requalificação de todo efetivo do setor de Vigilância Patrimonial, com implantação de uniforme padrão;
E)- Conclusão da Área especifica de baliza para candidatos a obtenção da tão sonhada Carteira de Habilitação, trazendo muito mais conforto e comodismo aos candidatos, deixando-os mais tranquilos para o exame. É a única área exclusiva existente em Minas Gerais;
F) Readequação da sinalização horizontal das principais vias da cidade, com investimento de quase R$ 200.00,00 (duzentos mil reais);
G) Implantação de unidade móvel de vigilância patrimonial;
H) Lançamento do projeto de instalação de 25 (vinte e cinco) conjuntos de câmeras de videomonitoramento nas escolas Municipais, incluindo o portão de entrada, no que trará segurança para todo o seu entorno. Lembrando que cada conjunto tem oito unidades e o pregão será aberto no dia 04/02/14;
I ) Preparação do processo para abertura do concurso público para contratação da Guarda Municipal.

O Secretário Municipal de Segurança Pública, Mauro da Silveira Chaves, publicou em uma rede social, uma nota esclarecendo a exoneração do ex-chefe da Asttran, Bruno Pereira Borges. No texto ele também falou sobre mudanças no trânsito e listou as principais ações à frente da Secretaria. 

Confira.  

Caros amigos,

Ante a repercussão na mídia em torno da exoneração do assessor de trânsito da Secretaria Municipal de Segurança Pública, ocorrida na última segunda-feira (28/01/14), entendi ser prudente manifestar publicamente, visto que algumas injustiças estão sendo cometidas, principalmente usando o nome do Prefeito Municipal, Dr. Jeová Moreira da Costa, no que abordo os seguintes pontos:

01- MOTIVO DA EXONERAÇÃO: O único motivo foi quebra de hierarquia alegada pela chefe de Gabinete do Prefeito, uma vez que dentro do organograma da Prefeitura o Gabinete faz parte do primeiro escalão e a assessoria de Trânsito faz parte do segundo escalão. Acho desnecessário contextualizar, pois o conteúdo dos diálogos entre as partes envolvidas devem ficar restritos internamente. Porém, há que esclarecer que o fato dos agentes de trânsito atuarem na fiscalização na área central não pode de forma alguma ser visto como causa de mudança de comando na ASTTRAN, pois foi amplamente discutido com este signatário, e se assim fosse, não pensaria duas vezes em pedir minha exoneração do cargo de Secretário. 

02- FALTA DE CONSULTA AO SECRETÁRIO: Conforme já tornado público, via E-mail oriundo da Chefia do Gabinete, enviado a um famoso blogueiro de Araxá, onde relata conteúdo da última reunião de secretários, de fato não fui consultado sobre a exoneração do assessor, mas respeitei a decisão do gabinete em razão do chefe do executivo pautar também pelo princípio da hierarquia, vindo de encontro aos meus princípios. Não obstante, deixei registrado minha avaliação acerca das decisões, que também deve ficar somente na seara interna. O fato de estar viajando, para tratar de assuntos particulares, não dificultou a comunicação.

03- ESTACIONAMENTO ROTATIVO: Não é nenhum fato novo o infrator as regras de estacionamento serem punidos com aplicação de multa previsto no Código de Trânsito Brasileiro. Desta forma, visando desonerar a Polícia Militar desta atribuição, deixando-a a cargo de combater a violência nesta cidade, foram convocados os aprovados no concurso público de agentes de trânsito. Após a devida preparação desses agentes, foi elaborado cronograma para inserí-los na fiscalização do trânsito em Araxá, notadamente o estacionamento da área central. Portanto, o que está previsto para iniciar no dia 15/02/14 é a transferência das atividades de trânsito da Policia Militar, de competência do município, para os agentes de Trânsito da ASTTRAN, ou seja, nenhum fato novo. Então porque tanta polêmica?

Diante do exposto esclareço que:

1- O Assessor de Trânsito exonerado do cargo já fazia parte dos quadros da ASTTRAN e devido a sua competência foi indicado para assumir o comando da Assessoria. Com sua saída nada obsta que ele continue na função anterior (chefe de setor de Trânsito).

2- Todas as ações propostas pelo Secretário de Segurança Pública serão mantidas dentro do cronograma estabelecido, sem qualquer interferência de outras áreas que não sejam técnicas, pois em SEIS MESES de existência da Secretaria de Segurança Pública conseguimos resultados expressivos na área de Segurança:

A)- Redução em 95% (noventa e cinco) do índice de crimes contra o patrimônio Público Municipal, especialmente nas escolas Públicas;

B)- Implantação da 1ª etapa de identificação de nomes de ruas, com mensagem educativa contra a violência. Esta iniciativa é pioneira no Brasil, despertando interesse de várias cidades em levar o modelo aplicado em Araxá, entre elas a cidade de Divinopólis-MG;

C)- Contratação de 40 (quarenta ) novos vigilantes;

D)- Requalificação de todo efetivo do setor de Vigilância Patrimonial, com implantação de uniforme padrão;

E)- Conclusão da Área especifica de baliza para candidatos a obtenção da tão sonhada Carteira de Habilitação, trazendo muito mais conforto e comodismo aos candidatos, deixando-os mais tranquilos para o exame. É a única área exclusiva existente em Minas Gerais;

F) Readequação da sinalização horizontal das principais vias da cidade, com investimento de quase R$ 200.00,00 (duzentos mil reais);

G) Implantação de unidade móvel de vigilância patrimonial;

H) Lançamento do projeto de instalação de 25 (vinte e cinco) conjuntos de câmeras de videomonitoramento nas escolas Municipais, incluindo o portão de entrada, no que trará segurança para todo o seu entorno. Lembrando que cada conjunto tem oito unidades e o pregão será aberto no dia 04/02/14;

I ) Preparação do processo para abertura do concurso público para contratação da Guarda Municipal.

Notícias relacionadas